Imagem Blog

Pop! Pop! Pop!

Por Blog
Cultura pop, TV e o que repercute nas redes sociais
Continua após publicidade

Mãe vai parar no pronto-socorro após tentar apagar vela

Ashley Brawley teve queimaduras de primeiro e segundo grau após assoprar vela que ficou acesa por mais de três horas em sua casa no Texas, Estados Unidos

Por Redação VEJA São Paulo Materia seguir SEGUIR Materia seguir SEGUINDO
Atualizado em 2 ago 2017, 18h25 - Publicado em 2 ago 2017, 18h16

Se você gosta de comprar velas, é bom ler a história de Ashley Brawley, uma mulher que mora no Texas, Estados Unidos, com a família. Após um acidente, a jovem está enfrentando queimaduras de primeiro e segundo grau após tentar apagar uma vela em casa com um gesto dos mais singelos: assoprando-a.

A mulher deixou uma vela da loja Bath & Body Works acesa para perfumar a casa — a marca é famosa para quem já visitou os Estados Unidos. O acessório, com três pavios e perfume de baunilha, ficou aceso por cerca de três horas. Quando Ashley saiu do banho, ela sentiu o cheiro de queimado e percebeu que a chama da vela tinha ficado muito alta. Tentou apagá-la com um sopro, como você faria com qualquer produto da mesma natureza.

View this post on Instagram

STARTS TODAY! 📣 Get a FREE 3-Wick Candle with any 3-Wick purchase… including NEW Candles made with Essential Oils!

A post shared by Bath & Body Works (@bathandbodyworks) on

As câmeras de segurança da casa registraram o momento que Ashley tenta assoprar a vela e mostram por que essa foi uma má ideia: com o sopro de oxigênio, as chamas aumentaram de tamanho e “engoliram” o rosto da mulher, deixando-a com queimaduras graves.

Após o acidente, o marido dela, Cody Brawley, tentou levar o acessório para o jardim para apagá-lo com uma mangueira. A água também não foi uma ideia oportuna: as chamas ficaram ainda mais altas e quase alcançaram o telhado da casa. A embalagem de vidro finalmente se espatifou e, com isso, o rapaz conseguiu extinguir o fogo.

Continua após a publicidade

Ashley tentou reduzir as queimaduras com água corrente gelada. Ao perceber que os ferimentos não melhoravam, a família decidiu ir ao hospital, onde a mulher foi diagnosticada com queimaduras de primeiro e segundo grau.

De acordo com a Cosmopolitan, ela está se sentindo muito melhor uma semana após o acidente: “Minha face ainda está vermelha em algumas áreas. Mas a minha pele começou a crescer“, contou a mulher.

View this post on Instagram

It's the LAST DAY to score a FREE 3-Wick Candle with any 3-Wick purchase!

A post shared by Bath & Body Works (@bathandbodyworks) on

No Facebook, Cody compartilhou um vídeo do momento assustador para alertar outros consumidores. O registro já foi compartilhado mais de 12 000 vezes. Assista: 

Continua após a publicidade

A companhia responsável por desenvolver as velas divulgou uma nota sobre o caso: “Nós sentimos muito que isso tenha acontecido e estamos levando a situação muito a sério. A segurança dos nossos consumidores é a nossa prioridade número um. Nós esperamos trabalhar com a família Brawley para conseguir informações adicionais e estamos comprometidos a fazer o que é certo“, diz a mensagem.

A companhia também deu algumas instruções para evitar que o acidente se repita: não deixe velas queimando por mais de três ou quatro horas, mantenha os pavios aparados com apenas seis milímetros antes de acendê-las e nunca tente apagá-las com água.

Dê sua opinião: E você, já enfrentou uma situação semelhante? Deixe seu comentário e aproveite para curtir a nossa fanpage no Facebook!

Publicidade

Essa é uma matéria fechada para assinantes.
Se você já é assinante clique aqui para ter acesso a esse e outros conteúdos de jornalismo de qualidade.

Domine o fato. Confie na fonte.
10 grandes marcas em uma única assinatura digital
Impressa + Digital no App
Impressa + Digital
Impressa + Digital no App

Informação de qualidade e confiável, a apenas um clique.

Assinando Veja você recebe semanalmente Veja SP* e tem acesso ilimitado ao site e às edições digitais nos aplicativos de Veja, Veja SP, Veja Rio, Veja Saúde, Claudia, Superinteressante, Quatro Rodas, Você SA e Você RH.
*Para assinantes da cidade de São Paulo

a partir de R$ 39,90/mês

PARABÉNS! Você já pode ler essa matéria grátis.
Fechar

Não vá embora sem ler essa matéria!
Assista um anúncio e leia grátis
CLIQUE AQUI.