Clique e assine por apenas 6,90/mês
Pop! Pop! Pop! Por Blog Novidades da cultura pop e da internet

Felipe Neto manda recado no Instagram após fala polêmica de Carlinhos Maia

As declarações do youtuber atraíram ainda mais questionamento por causa do começo da campanha do Setembro Amarelo, de prevenção ao suicídio

Por Redação VEJA São Paulo - Atualizado em 2 Sep 2019, 12h46 - Publicado em 2 Sep 2019, 12h38

Carlinhos Maia protagonizou uma nova polêmica neste domingo (1º). O youtuber e humorista foi questionado na internet após declarações sobre depressão e suicídio: “Eu vejo menino de 16 anos me mandando ‘eu quero me matar’. Vai, imbecil, vai se matar porque você nem começou a vida ainda!”, disparou no Instagram Stories — após a repercussão da história, que contou com vídeos e tuítes até de Felipe Neto, o famoso apagou o clipe controverso da plataforma.

“Venha perguntar a uma mulher de 75 anos, que até hoje trabalha, sustenta os netos, que até hoje está varrendo o quintal, que está catando latinha na rua para sustentar os bisnetos, venha perguntar se ela se matou com 16 anos. Eu não sei os seus motivos, mas sei os delas”, completou. As declarações atraíram ainda mais questionamento por causa do começo da campanha do Setembro Amarelo, que promove a prevenção ao suicídio no Brasil e teve início em 2015. Assista: 

https://www.youtube.com/watch?v=IiU5tuAuJTw

Sem citar Carlinhos, Felipe Neto foi ao Instagram Stories desabafar sobre depressão e suicídio: “Nesse momento do mundo, não existe nada mais importante, principalmente para quem fala com jovem, do que se informar a respeito da depressão. A respeito de tudo o que envolve essa doença, tudo”, começou o youtuber. “Tá começando o Setembro Amarelo, que é justamente esse período onde a gente tenta levantar, todos os anos, a conscientização a respeito da depressão, que é o mal do século no planeta inteiro. O aumento de número de suicídios, entre jovens principalmente, sobe a cada ano de maneira vertiginosa, preocupante, são milhões de pessoas tentando ajudar, tentando resolver, tentando melhorar a situação”.

Continua após a publicidade

“Eu não estou aqui para criticar ninguém, para apontar dedo para ninguém, para… enfim, esse não é o meu papel. O meu papel é tentar levar alegria para as pessoas, tentar fazer as pessoas se sentirem melhor, então se você ouviu algum influenciador ou alguma pessoa, qualquer que seja, falando que se você tem 16 anos e você tá se sentindo com vontade de se matar tem mais é que se matar mesmo, pelo amor de Deus, ignore isso. Ignore completamente, tá bom? A sua dor é legítima. O seu sofrimento é real e é legítimo e ninguém pode tirar isso de você, ninguém pode te dizer que não é”, afirmou Felipe Neto. “O que você precisa é encontrar maneira para conseguir melhorar, porque você tem uma doença. Não é frescura, não é baitolice, não é nada que não seja sintoma de uma doença”, continuou.

“Eu espero do fundo do meu coração que vocês não deixem esse tipo de mensagem penetrar ou causar qualquer influência na vida de vocês. Não deixe ninguém dizer que o seu sofrimento não é legitimo, porque ele é. O que importa é lutar para tentar melhorar”, finalizou. Assista: 

https://www.youtube.com/watch?v=zRPN_mQIQ24

Na noite de domingo (1º), Felipe Neto também usou o Twitter para mandar um recado aos mais de 9,4 milhões de seguidores: “Só passando para lembrar que…”, escreveu o youtuber, anexando uma imagem com o artigo 122 do Código Penal. “Induzir ou instigar alguém a suicidar-se ou prestar-lhe auxílio para que o faça: pena – reclusão, de dois a seis anos, se o suicídio se consuma; ou reclusão, de um a três anos, se da tentativa de suicídio resulta lesão corporal de natureza grave.” Confira: 

Continua após a publicidade

Dê sua opinião: E você, o que achou da resposta de Felipe Neto? Deixe seu comentário e aproveite para curtir nossa página no Facebook!

Publicidade