Fátima Bernardes é surpreendida por depoimento de convidado no Encontro

"Nós temos aqui no Brasil números que deixam todos nós muito tristes, porque são números que nos envergonham", disse a apresentadora nesta quarta (20)

Fátima Bernardes escolheu o Encontro desta quarta (20) para falar sobre um assunto importante: “Hoje nós vamos falar aqui na abertura de um assunto muito sério. O STF, o Supremo Tribunal Federal, retoma hoje a discussão sobre a criminalização da homofobia”, disse a apresentadora. Ela foi surpreendida pelo depoimento de um convidado da plateia, que fez uma revelação inesperada ao vivo.

“Nós temos aqui no Brasil números que deixam todos nós muito tristes, porque são números que nos envergonham. A cada 20 horas, uma pessoa é assassinada ou comete suicídio no Brasil. Em 2018, foram 420 mortes… uUa pessoa da comunidade LGBTI, né? E o Brasil é recordista entre países que mais matam lésbicas, gays, bissexuais, travestis, transexuais e intersexuais no mundo”, explicou aos telespectadores.

Após um bate-papo com os convidados, Fátima foi até a plateia ouvir depoimentos: “O Maicon veio assistir ao programa sobre o tema e disse que ele mesmo já foi vítima de agressões físicas”, explicou. “Sim, Fátima. Uns três anos atrás, saindo de uma balada, fui dar aquela paquerada, porque eu não sabia, tinham duas pessoas atrás de mim, eu não tinha essa maldade ainda, né? E depois começaram a vir aquelas palavras agressivas, aí depois vieram as agressões. Graças a Deus eu consegui correr, vi que não era um assalto porque não me levaram nada, fui socorrido. Mas eu não assumi em casa o que aconteceu, o que foi aquilo…”, disse.

Fátima, então, questionou como era a aceitação de Maicon em casa: “Bom, Fátima. Minha mãe me ama, minha mãe conhece os meus amigos, tenho grande parte dos meus amigos que são gays e lésbicas, mas eu não sou assumido para a minha mãe“, explicou o convidado, surpreendendo a apresentadora e sendo aplaudido pelos convidados. “A minha mãe respeita, ela dá conselhos, mas eu ainda não cheguei para a minha mãe e falei ‘mãe, está acontecendo isso, eu sofro disso desde a infância, desde agora’. Mas é assim que eu sou, meus amigos me respeitam. Graças a Deus a gente vai convivendo, né?”, finalizou.

“Olha, eu vou te falar, como mãe, não sei se a Preta concorda, mas eu acho que o coração dela sabe”, disse Fátima Bernardes. “Que mãe conhece muito o filho. E talvez ela não tenha conseguido falar com você sobre isso, mas certamente ela já demonstrou o amor dela, e internamente ela sabe o que se passa com você. Talvez isso ajude vocês a terem uma conversa ainda mais bonita, mais franca, mais olho no olho e quem sabe dentro de casa você ainda vai se sentir mais confortável ainda para enfrentar o que é tão difícil do lado de fora”. Confira a repercussão:

Dê sua opinião: E você, o que achou do Encontro desta quarta-feira (20)? Deixe seu comentário e aproveite para curtir nossa página no Facebook!

Comentários
Deixe um comentário

Olá,

* A Abril não detém qualquer responsabilidade sobre os comentários postados abaixo, sendo certo que tais comentários não representam a opinião da Abril. Referidos comentários são de integral e exclusiva responsabilidade dos usuários que escreveram os respectivos comentários.

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google

Você está comentando utilizando sua conta Google. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s