Clique e Assine a partir de R$ 12,90/mês
Pop! Pop! Pop! Por Blog Cultura pop, TV e o que repercute nas redes sociais

“Jogo” no Facebook propõe desafio perigoso para adolescentes

"Eu fiquei assustada, achei que eles estavam mortos ou que poderiam ser estuprados, mortos ou vendidos pelo tráfico", desabafou a mãe de um jovem

Por Redação VEJA São Paulo Atualizado em 17 out 2017, 19h59 - Publicado em 17 out 2017, 17h50

Facebook é uma rede social poderosa que pode trazer notícias boas ao dia a dia dos usuários — mas também pode acabar disseminando práticas preocupantes. No Reino Unido, um “desafio” que está fazendo sucesso na rede social  preocupa os pais de adolescentes britânicos, de acordo com o site do The Daily Mail.

Jovens de no mínimo 14 anos são convidados a participar do “Desafio das 48 Horas”, normalmente em grupos ou duplas. Para ganhar a aposta, os adolescentes precisam desaparecer de casa por dois dias, limitando ou até cortando o contato com a família. Após o período de 48 horas, eles retornam subitamente, surpreendendo pais e familiares que acreditavam que eles estavam desaparecidos — e que, em muitos casos, acionaram a polícia para investigar o paradeiro das crianças.

Recentemente, uma nova “regra” foi acrescentada ao jogo: o adolescente desaparecido ganha mais pontos a cada menção do seu nome nas redes sociais. Ou seja, quanto mais publicações desesperadas procurando pelo paradeiro dos filhos seus pais fizerem, melhor será a colocação do jovem no desafio.

Esta, no entanto, não é a primeira vez que uma aposta como essa chama atenção nas redes sociais. Em 2015, o “Jogo das 72 Horas” chamou atenção no norte da Europa. O “conceito” é parecido: adolescentes desafiam uns aos outros a desaparecerem sem aviso por 12, 24 ou 72 horas.

A mãe de uma criança que participou do “Desafio das 48 Horas” falou sobre o problema: “É um desafio e é doente. A ansiedade que a nossa família sofreu é imensurável. Eu fiquei assustada, achei que eles estavam mortos ou que poderiam ser estuprados, mortos ou vendidos pelo tráfico“, desabafou a mulher, segundo o The Daily Mail.

Essa garotada acha que é engraçado. Não houve um momento de remorso quando meu filho foi levado pela polícia e quando as autoridades o trouxeram para casa. Eu vi que ele publicou selfies de dentro da viatura!“.

  • A mulher também revelou que seu filho estava ganhando a competição por que estava desaparecido há 55 horas antes de ser encontrado pelas autoridades. Ele ignorou o limite de 48 horas e continuou se escondendo, segundo os policiais que o encontraram.

    Dê sua opinião: E você, o que achou do novo “desafio” do Facebook? Deixe seu comentário e aproveite para curtir nossa página no Facebook!

    Continua após a publicidade
    Publicidade