Clique e assine por apenas 6,90/mês
Pop! Pop! Pop! Por Blog Novidades da cultura pop e da internet

Fábio Porchat é confundido com Augusto Pinochet: “Fui descoberto”, brincou

Usuário do Twitter citou humorista em discussão sobre homenagem para o ditador chileno, que foi cancelada na Alesp

Por Redação VEJA São Paulo - 22 Nov 2019, 14h07

Fábio Porchat surgiu em meio a uma estranha confusão nas redes sociais. O humorista foi citado por um usuário do Twitter em meio às críticas a homenagem que seria realizada para o ditador chileno Augusto Pinochet na Assembleia Legislativa de São Paulo.

Tudo começou quando um jornalista citava uma fala do deputado estadual Frederico d´Avila (PSL), após a solenidade em memória ao ditador ser cancelada. “‘Sou vítima de censura e seletividade’, diz deputado que quis homenagear Pinochet, gosta de ditador e não gosta de censura: poser“, escreveu Giovanni Santa Rosa.

Em seguida veio a resposta de um rapaz identificado como João, autor da confusão. “Qual o problema de homenagear o cara? O programa dos famosos contando histórias é muito bom“, escreveu ele.

“Qual o problema em homenagear um ditador sanguinário, isso é sério?”, rebateu outro homem, chamado de Raphael. “Desde quando ele é sanguinário, o cara é muito engraçado! Nunca viu Porta dos Fundos?“, insistiu João.

Continua após a publicidade

“Que? Cara a gente tá falando do ditador chileno Augusto Pinochet”, rebateu, confuso, Raphael.  “Acho que ele confundiu com o Porchat”, concluiu outro rapaz.

O momento acabou viralizando nas redes sociais, e chegou até o próprio Fabio Porchat. “Não é possível”, escreveu ele, e em seguida fez uma brincadeira com seu sobrenome e do ditador chileno. “Augusto Pinorchat. Fábio Porchet“. O humorista postou também uma foto trajado como militar, e escreveu: “Fui descoberto“.

Publicidade