Clique e assine por apenas 6,90/mês
Pop! Pop! Pop! Por Blog Novidades da cultura pop e da internet

Com urnas em lixeiras, grupo alerta sobre importância do voto

Quem andou pelas ruas de São Paulo nos últimos dias, pode ter notado algo diferente nas lixeiras. Por várias regiões da cidade, urnas de papel grudadas sobre os cestos chamaram atenção dos transeuntes paulistanos. Os dizeres “desta vez, vote no Brasil, e não no lixo” dão o tom político do movimento, iniciado por um grupo […]

Por VEJASP - Atualizado em 27 fev 2017, 12h05 - Publicado em 19 set 2012, 22h23

O grupo de anônimos colocou urnas nas lixeiras dos pontos mais famosos da capital, como o Ibirapuera

Quem andou pelas ruas de São Paulo nos últimos dias, pode ter notado algo diferente nas lixeiras. Por várias regiões da cidade, urnas de papel grudadas sobre os cestos chamaram atenção dos transeuntes paulistanos. Os dizeres “desta vez, vote no Brasil, e não no lixo” dão o tom político do movimento, iniciado por um grupo de jovens.

A campanha “Brasileiro Anônimo” começou há pouco mais de uma semana, ganhou força no Facebook e tem se espalhado aos poucos na capital e no país.

A intenção dos integrantes não é pelo voto nulo ou pelo voto em algum candidato. “É um movimento apartidário, queremos conscientizar as pessoas sobre a importância do voto”, disse um dos participantes, que não quis revelar o nome.

Continua após a publicidade

São cerca de 100 intervenções em lixeiras, em diversas regiões da cidade. E os anônimos já aumentaram seu raio de ação. “É aberto e não há uma hierarquia. Até divulgamos no Facebook como montar a urna de papel. Desde então, surgiram urnas nas lixeiras no Tocantins, Brasília, Rio de Janeiro e até no Canadá. Queremos mais anônimos”.

Apesar de ter se instalado no período eleitoral, as atividades devem continuar após as eleições. “Temos a intenção de colocar mais urnas nas lixeiras e fazer outras iniciativas, como fazer uma tabela com as promessas do candidatos”.

Veja na galeria de fotos algumas intervenções do grupo:

#gallery-4 {
margin: auto;
}
#gallery-4 .gallery-item {
float: left;
margin-top: 10px;
text-align: center;
width: 25%;
}
#gallery-4 img {
border: 2px solid #cfcfcf;
}
#gallery-4 .gallery-caption {
margin-left: 0;
}
/* see gallery_shortcode() in wp-includes/media.php */

(Pedro Katchborian)

+ O emoticon completou 30 anos: quem vive (ou escreve) sem ele?
+ Galeria: fotos clássicas com um colorido a mais

Publicidade