Clique e Assine a partir de R$ 6,90/mês
Pop! Pop! Pop! Por Blog Cultura pop, TV e o que repercute nas redes sociais

Ana Beatriz Nogueira gravou novela com sintomas de doença

A atriz esteve no "Encontro" desta quarta (7) e chamou atenção  dos espectadores ao revelar o dia a dia com a doença em bate-papo com Fátima Bernardes

Por Redação VEJA São Paulo 7 fev 2018, 13h30

Ana Beatriz Nogueira esteve no Encontro desta quarta (7) para falar sobre seu dia a dia com a esclerose múltipla. A atriz revelou que tem a doença há nove anos no último fim de semana em uma entrevista para a jornalista Patrícia Kogut, do Jornal Globo: “Um segredo que você guardou por muito tempo e que chegou a hora que você achou que valia a pena falar sobre isso. Por que?“, questionou Fátima Bernardes.

Na verdade, eu acho que vale a pena sempre e já há muitos anos pensava em falar sobre isso porque eu permaneço tendo a esclerose… ela não me tem, mas eu a tenho, né? Porque você pode ter uma doença e não estar doente, isso é fundamental. Tem muitas doenças em que a pessoa tem o vírus, mas não quer dizer que está desenvolvendo a doença“, disse Ana Beatriz.

Eu não sabia o que era esclerose múltipla. Eu não sabia que havia divisões, que havia uma mais branda, uma mais séria, como era a progressão disso, se progredia, em que caso progredia, em que caso não progredia. Então pela minha ignorância, eu fiquei sempre temerosa pela ignorância alheia. Não desmerecendo ninguém. Me tirando da ignorância, eu tiro muita gente da ignorância também. E eu tenho mais medo de ignorância do que de ladrão. Porque ignorância faz com que você perca um trabalho, uma oportunidade. Uma pessoa ignorante pode entender tudo errado. E aí sim faz mal, não a doença, a ignorância“, continuou — clique aqui para assistir ao momento.

  • A atriz revelou que foi diagnosticada enquanto gravava a novela Caminho das Índias: “Eu tinha 42 anos e eu estava trabalhando a beça, estava gravando Caminho das Índias, me divertindo a valer naquela novela, dirigindo o show da Zélia Duncan, estava um ano animadíssimo. E nesse ano animadíssimo eu tive o que eles chamam de surto. Surto é uma inflamação na bainha de mielina, que é feito uma capinha de fio que a gente tem por todo o corpo. E aí foram diplopias, que é quando você vê duplo, que eles consideram um surto mais brando. O primeiro passou sozinho, foi atribuído a um remédio, efeito colateral, o segundo não passou sozinho e no terceiro eu tive o diagnóstico“.

    O mais curioso? Ana Beatriz gravou muitas das cenas enquanto sofria com sintomas da esclerose múltipla: “Eu tive todo um tempo entender. Eu gravei muito tempo com dois surtos vendo tudo duplo. A Gloria Perez nunca soube disso, nem meus colegas, mas estavam todos em dois, em par“, brincou. “É possível viver bem, com qualidade, com esclerose múltipla“, garante. O desabafo chamou atenção na internet. Confira a repercussão:

    Dê sua opinião: E você, o que achou do relato de Ana Beatriz Nogueira? Deixe seu comentário e aproveite para curtir a nossa fanpage no Facebook!

    Continua após a publicidade
    Publicidade