Clique e Assine a partir de R$ 6,90/mês
Pop! Pop! Pop! Por Blog Cultura pop, TV e o que repercute nas redes sociais

Mãe faz alerta ao publicar vídeo de bebê que lutou pela vida

O aviso da mulher de 28 anos chamou atenção na internet, onde a publicação já recebeu mais de 7 000 reações e foi compartilhada outras 19 000 vezes

Por Redação VEJA São Paulo Atualizado em 16 fev 2018, 18h50 - Publicado em 16 fev 2018, 18h17

Katie Goulbourn enfrentou uma situação que nenhuma mãe gostaria de passar: no dia 16 de janeiro de 2018, Chloe, sua filha de 11 semanas de idade, teve que lutar pela vida num hospital. O mais assustador? A saúde da menina piorou terrivelmente em questão de horas. “Esta é a Chloe às 15h53 na terça-feira, 16 de janeiro. Às 17h, ela estava sendo cuidada por uma equipe médica com dez profissionais fazendo o que era possível para mantê-la viva“, revelou a mulher no Facebook. 

Assistir a esse vídeo traz de volta todo o medo que senti naquela noite. No entanto, se eu soubesse que os sintomas que a Chloe estava demonstrando naquela tarde poderiam colocar a vida dela em risco, eu poderia ter agido com mais rapidez“, alerta Katie na publicação que já acumula mais de 19 500 compartilhamentos em poucos dias. Na esperança de conscientizar outros pais sobre os riscos da sepse, complicação potencialmente fatal de uma infecção, a mulher compartilhou vídeos e fotos da pequena Chloe.

A Chloe foi de ‘sem apetite e um pouco desconfortável’ para lutar pela vida dela em menos de três horas. Um momento extremamente difícil para a nossa família. Decidimos que, se esse post fizer um único pai checar os sintomas mais rapidamente, então algo bom terá acontecido“, escreveu Katie sobre as motivações para publicar um momento tão delicado para a família no Facebook.

Katie, de 28 anos de idade, fez o vídeo para o marido e pai de Chloe, o bombeiro Tom Pierce, de 33 anos de idade. Após assistir ao registro, ele sugeriu que a família procurasse ajuda médica. A mulher, então, levou a filha ao médico, que imediatamente chamou uma ambulância. Ainda no trabalho, Tom precisou sair correndo do serviço para encontrar a esposa no centro médico. Assista: 

* Parents Please Watch *This is Chloe at 3.53pm on Tuesday 16th January. By 5pm she was in resuscitation with 10+…

Posted by Katie Louise Goulbourn on Monday, February 5, 2018

Continua após a publicidade

Após uma semana no hospital, Chloe está em casa se recuperando. Depois de ter contado a história assustadora, a mamãe compartilhou alguns sintomas para que pais fiquem atentos: “Sintomas de sepse, uma complicação potencialmente fatal de uma infecção: sons de grunhido enquanto respira (o som começou muito normal, como se ela estivesse tentando fazer cocô, e gradualmente aumentou até os sons que você escuta nesse vídeo)“, descreve na publicação.

Dificuldades para respirar (perceba como o estômago da Chloe está sendo puxado para baixo das suas costelas conforme ela respira). Outros sinais também podem ser a ‘queda’ brusca do peito e a cabeça balançando a cada nova respiração“, diz no Facebook. Mais sintomas? “Temperaturas muito altas ou baixas. Pele manchada. Falta de apetite. Menos fraldas sujas. Erupção cutânea que não desaparece quando pressionada“.

Ao The Daily Mail, a mulher dá ainda mais conselhos sobre a situação: “Eu diria aos pais para sempre confiarem nos seus instintos e procurarem conselhos se tiverem dúvidas. Eu sabia que algo não estava certo, mas foi graças ao pai da Chloe que ela está viva. Ele notou os sinais e me pediu para ligar para o médico“, contou a mamãe após o susto. “Eu achei que nós a perderíamos na ambulância. Eu sabia o quão grave a situação era quando notei o pânico dos médicos na ressuscitação. Eles estavam correndo, desesperados, tentando estabilizá-la“. 

Após “vencer” a morte, a pequena Chloe foi bastante elogiada pela equipe médica: “‘Apesar dela ser pequena, ela é feroz’ — apesar que nós diríamos ‘briguenta’, como ela foi descrita por muitos enfermeiros e médicos”, escreveu Katie no Facebook.

Dê sua opinião: E você, o que achou da assustadora história da família Goulbourn? Deixe seu comentário e aproveite para curtir a nossa fanpage no Facebook!

Continua após a publicidade

Publicidade