Clique e assine por apenas 6,90/mês
Poder SP Por Sérgio Quintella Sérgio Quintella é repórter de cidades e trabalha na Vejinha desde 2015

Audiência entre Fernando Holiday e Ciro Gomes ocorrerá nesta semana

Chamado de "capitãozinho do mato", vereador paulistano pede 38 000 reais de indenização

Por Sérgio Quintella - 3 Dec 2018, 13h50

O vereador de São Paulo Fernando Holiday (DEM) e o candidato derrotado à presidência Ciro Gomes (PDT) poderão se encontrar na próxima quinta-feira (6) em uma audiência de conciliação marcada na 1ª Vara do Juizado Especial Cível da capital. O caso se refere a uma ação movida pelo parlamentar paulistano, chamado de “capitãozinho do mato” pelo político cearense, em junho. Holiday pede uma indenização, por danos morais, de 38 000 reais.

Em entrevista à Rádio Jovem Pan, na época, Gomes respondia a perguntas sobre uma possível aliança com o DEM quando citou o vereador. “Imagina esse Fernando Holiday aqui. O capitãozinho do mato, porque é a pior coisa que tem é um negro que é usado pelo preconceito para estigmatizar, que era o capitão do mato do passado”, disse.

Depois da entrevista, durante um evento na capital paulista, Ciro voltou a tocar no assunto e justificou a declaração, afirmando que Holiday é a favor do fim das cotas raciais e que pretende acabar com o Dia da Consciência Negra. “É uma metáfora segura que eu tenho que ele faz esse papel em pleno século 21.”

Essa será a segunda tentativa de acordo. Na primeira audiência, marcada para 24 de agosto, Ciro Gomes não compareceu, nem mandou advogado. Na decisão, o juiz Domicio Whately Pacheco e Silva alegou que o réu poderia não ter sido informado da sessão. “Na situação dos autos, todavia, o documento (de citação) não está assinado pelo réu. Não se sabe, portanto, se este tomou conhecimento acerca da existência da demanda, donde se conclui que se cuida de ato nulo”, escreveu. 

Publicidade