Clique e Assine a partir de R$ 6,90/mês
Poder SP - Por Sérgio Quintella Sérgio Quintella é repórter de cidades e trabalha na Vejinha desde 2015

Após cinco mandatos, vereador Gilberto Natalini desiste da reeleição

Parlamentar do PV afirma que não conseguiu mais transpor "paredão político"

Por Sérgio Quintella 2 set 2020, 11h05

O vereador Gilberto Natalini (PV) afirmou nesta quarta-feira (2) que não vai concorrer ao sexto mandato consecutivo na Câmara Municipal de São Paulo. Eleito por cinco vezes seguidas, o parlamentar disse que cumpriu sua missão e que cansou de “dar murro em ponta de faca”.

Em texto enviado à Vejinha, Natalini disse que suas eleições sempre foram difíceis e que os recursos financeiros das campanhas sempre foram ínfimos. Disse também que muitas vezes não conseguiu transpor o que chama de “paredão político”.

Veja abaixo a íntegra do documento em que afirma desistir da candidatura nas próximas eleições.

“NÃO SEREI CANDIDATO.

Tenho cinco mandatos de vereador na Câmara Municipal de São Paulo. Durante esses vinte anos busquei exercer minha função com muito trabalho e dignidade. Trabalhei, junto com minha equipe, entre 12 e 15 horas por dia, durante todos esses anos, pelo interesse da cidade de São Paulo, não havendo ninguém que possa me apontar o dedo e mostrar um arranhão em minha conduta moral.

Produzimos muito nesses cinco mandatos e aqui seguem alguns exemplos:
1- Apresentei 407 Projetos de Lei e tive 137 Leis aprovadas, muitas delas de grande impacto social e ambiental.
2- Cerca de 25 mil indicações (solicitações) e ofícios para resolver problemas da cidade.
3- Foram enviados mais de 1,5 milhão de e-mails de trabalho.
4- Realizamos milhares de agendas no gabinete, visitas e reuniões nas comunidades, além de eventos grandes, médios e pequenos.
5- Tive 97% de presença nas Sessões Plenárias e Comissões Permanentes. Os 3% de ausência, foi por motivos de representações oficiais em eventos externos.

Continua após a publicidade

Tenho certeza que cumpri, com responsabilidade, a minha missão. Após 20 anos de mandatos, decidi que não vou me candidatar à reeleição, por alguns motivos, entre eles:
1- Acredito que dei minha contribuição parlamentar à cidade.
2- Por ter uma postura ideológica firme, nunca transigindo em meus princípios, embora tenha sido reeleito várias vezes, sempre tive extrema dificuldade em minhas eleições. Também, pelo mesmo motivo, tive sempre um recurso ínfimo para minhas campanhas.
3- Embora eu tenha agora chances de me reeleger na chapa apresentada pelo PV, estou convencido que chegou a hora de cessar minhas atividades parlamentares.
4- Mesmo tendo conseguido emplacar várias políticas públicas na área da Saúde, Meio Ambiente, Urbanismo e Zeladoria Urbana, há muitas das minhas propostas que esbarram num paredão político, que não consegui transpor. É muito murro em ponta de faca!

O combustível de minha vida são meus sonhos e minhas bandeiras: a Democracia, o Desenvolvimento Econômico Sustentável, a Preservação Ambiental, maior Equidade e Bem Estar Social e a Moralidade Pública.
Disso não vou abrir mão até o último momento de minha vida. Não vou me aposentar. Só vou buscar novas formas de servir aos meus semelhantes, além do exercício da minha profissão.
Assim, comunico à cidade de São Paulo, que não vou me candidatar à reeleição. Termino esse mandato com a sensação do dever cumprido”.

 

 

Continua após a publicidade

Publicidade