Clique e Assine a partir de R$ 8,90/mês
Na Plateia Tudo sobre teatro

Teatro Municipal 110 anos: confira atrações inéditas para além do edifício

Espaço faz aniversário em setembro com programação que vai desde ópera após dois anos sem produções até apresentações em Guaianases

Por Maria Alice Prado Atualizado em 9 set 2021, 22h48 - Publicado em 10 set 2021, 06h00

Numa noite memorável em que se testemunhou um dos primeiros congestionamentos de carros no centro da capital, o Teatro Municipal de São Paulo foi inaugurado. Era 12 de setembro de 1911 e não faltaram curiosos para ver a bela casa de espetáculos, obra do arquiteto Ramos de Azevedo, inspirada na Ópera Garnier de Paris. Os afortunados com ingressos se afundaram nas poltronas estofadas para assistir à ópera Hamlet, do francês Ambroise Thomas.

Nesta semana, iniciam-se as comemorações de aniversário de 110 anos do espaço artístico, marcadas até dezembro e com uma novidade: ações dentro e fora do majestoso edifício. Após quase dois anos sem produções, a ópera-tango María de Buenos Aires, do argentino Astor Piazzolla (1921-1992), encerra o jejum musical nesta sexta (10). A trama, protagonizada pela prostituta María (a soprano colombiana Catalina Cuervo), conta com direções cênica do cineasta Kiko Goifman e musical do maestro Roberto Minczuk. O espetáculo, em cartaz até o dia 19, tem participações especiais, como a de Dannyele Cavalcante, representante da grife Daspu.

No domingo (12), estreia Fantasmagoria Theatro Municipal de São Paulo, visita guiada pelo edifício para uma representação de acontecimentos marcantes na história da instituição. Com direção de Daniela Thomas e Felipe Hirsch, membros dos corpos artísticos da casa se apresentarão por cerca de uma hora até 31 de outubro. Em suas performances, seguem um percurso que inclui saguão, escadaria, varandas, sala de espetáculo… com direito a projeções e exibição de peças do acervo.

É possível ver, no reflexo de um espelho em baixo da imagem, uma bailarina dançando descalça, no próprio espelho. Ela está no Teatro Municipal
Visita guiada Fantasmagoria: percurso pelo espaço expositivo Rafael Salvador/Divulgação

Para além das paredes do Municipal, está programada a intervenção urbana Carroças Líricas, com catadores de materiais recicláveis que circulam nos arredores do teatro. Quatro deles foram escolhidos para ter suas carroças customizadas pelo movimento Pimp my Carroça e o coletivo Bijari. Cada uma delas disporá de um sistema de som e uma repaginação visual. Assim, andarão pelo centro tocando hits operísticos, que já foram apresentados no teatro. Ainda no domingo (12), uma dessas carroças será exposta no interior da casa musical.

“Pensamos em uma atração com formato inusitado e que, ao mesmo tempo, homenageia figuras emblemáticas da cidade. Em paralelo, trazemos um pouco dessa contradição de tocar o gênero ópera nas carroças, que, equivocadamente, as pessoas classificam como elitista. Achamos interessante fazer essa mistura”, explica Alessandra Costa, diretora-executiva da Sustenidos, instituição responsável pela gestão do teatro desde junho.

Também no dia 12, a celebração espalha-se por diferentes regiões de São Paulo. O projeto Cine-Ópera exibirá em extremos da cidade uma peça audiovisual reunindo importantes obras levadas ao palco do Municipal. A famosa ária Figaro, d’O Barbeiro de Sevilha, do italiano Gioachino Rossini, está na programação de estreia às 20 horas, no CEU Jambeiro, em Guaianases. “A ideia é que, com bons sistemas de som, as pessoas possam ouvir trechos de óperas da janela de suas casas, em bairros da periferia”, diz Alessandra.

As próximas paradas do projeto serão divulgadas ao longo do mês de setembro. Os corpos artísticos do teatro, mais especificamente as orquestras Sinfônica e Experimental de Repertório, os corais Lírico e Paulistano e o Balé da Cidade, também chegarão a escolas mais distantes. “A partir do ano que vem, planejamos fazer masterclasses e workshops nos CEUs. É uma questão de democratização do acesso à cultura, que é fundamental.”

O pacote festivo inclui ainda, no dia 23, a estreia do primeiro episódio da série documental Theatro Municipal — Memória Viva de São Paulo. Serão quatro programas, um a cada mês, lançados no YouTube da entidade. Pelo canal, o público poderá conhecer a história do teatro e sua importância cultural para o país. Temas como estilo arquitetônico, apresentações, atos políticos e outros acontecimentos do teatro vão compor a narrativa.

Continua após a publicidade

> María de Buenos Aires: Qua. (15), 19h. Qui. (16), 19h. Sex. (10 e 17), 19h. Sáb. (11 e 18), 17h. Dom. (12 e 19), 17h. R$ 20,00 a R$ 100,00.

Fantasmagoria: 12/9 a 31/10. Horários marcados no site do teatro. R$ 40,00.

Carroças Líricas: exposição a partir de 12/9 no teatro, por duas semanas. Cine- Ópera: 12/9, 20h (mais sessões a definir). Grátis. CEU Jambeiro. Avenida José Pinheiro Borges, 60, Guaianases.

Teatro Municipal — Memória Viva de São Paulo: a partir de 23/9. youtube.com/ theatromunicipalsp. Grátis. Praça Ramos de Azevedo. theatromunicipal.org.br.

+Assine a Vejinha a partir de 8,90.

Publicado em VEJA São Paulo de 15 de setembro de 2021, edição nº 2755

  • Continua após a publicidade
    Publicidade