Clique e Assine a partir de R$ 8,90/mês
Blog do Miguel Por Miguel Barbieri Jr. Fique por dentro das melhores dicas de filmes e séries.

‘Em Busca do Bem-Estar’ segue o diretor e um monge budista em viagem à Patagônia

Documentário nos faz refletir sobre estresse e felicidade, com cenas deslumbrantes

Por Helena Galante Atualizado em 5 fev 2021, 03h19 - Publicado em 5 fev 2021, 03h18

Em Busca do Bem-Estar, nome que o documentário de Alejandro De Grazia e Juan Stadler ganhou em português na Netflix, parece um pouco mais genérico que a versão em inglês, From Stress to Happiness, ou “Do stress à felicidade”.

Alejandro é, de fato, um rapaz nervoso. Não de forma caricata, mas de um jeito que todos nós conseguimos nos identificar. Ao acompanhar o escritor e monge budista francês Matthieu Ricard em uma viagem pela Patagônia, ele decide extrair o que pode de conhecimento. As respostas teóricas estão todas lá, mas é quando Alejandro decide experimentar a contemplação que o filme ganha brilho.

A conversa final com Ricard ao pé do Monte Fitz Roy tem um ponto claro. Um cenário deslumbrante como aquele pode ajudar a iniciar um processo de maior conexão interna, mas não nos exime de fazer uma pergunta importante: “Como posso usar a minha vida da melhor forma possível?”. Os 57 minutos de duração do filme parecem um bom começo.

+Assine a Vejinha a partir de 6,90 

Publicado em VEJA São Paulo de 10 de fevereiro de 2021, edição nº 2724

Continua após a publicidade
Publicidade