Doze comidas e bebidas que já foram moda

Antes encontradas na maioria das festas, elas foram sumindo aos poucos

Geralmente vedetes de festas de aniversário ou casamento das décadas passadas, alguns pratos e até bebidas acabaram tendo uma menor exposição, ou mesmo saindo de circulação em alguns casos. Relembre comidas e drinques que víamos com frequência antigamente, mas que hoje são raras de se encontrar por aí.

 

  • Gelatina Mosaico

Diversos sabores de gelatina cortados em cubos, mergulhados em uma mistura de gelatina sem sabor com leite condensado ou creme de leite. Depois de gelada, fica com um aspecto ótimo e muito gostosa também. Foi a sensação de festas de aniversário infantis nos anos 80 e 90, e hoje anda meio sumida. Mais fácil fazer em casa do que ficar esperando encontrar uma em alguma festa.

 (Reprodução/Veja SP)

 

  • Barquinhos de maionese

Outra sensação das festas de outrora, os barquinhos recheados geralmente vinham com aquela maionese caseira, com legumes e ovos, mas também havia versões com outros recheios, até estrogonofe. Antigamente os barquinhos eram feitos à mão, um a um, mas hoje, apesar de encontrarmos os barcos prontos, só faltando rechear, sua popularidade caiu assustadoramente.

 (Reprodução/Veja SP)

 

  • Cuba-libre

Um dos drinques mais populares nos anos 70, a mistura de Coca-Cola e rum caiu em desuso com o tempo. Ainda é possível pedir essa bebida em bares mais tradicionais, mas alguns barmen nem conhecem a mistura.

 (Reprodução/Veja SP)

 

  • Fios de ovos

Sobremesa de origem portuguesa que era a sensação das recepções finas algumas décadas atrás, se tornou tão comum que ninguém mais dá importância pra ela. Hoje, a arte feita com ovos e açúcar serve muito mais pra enfeitar outras sobremesas.

 (Reprodução/Veja SP)

 

  • Mesa de frios

Até há algum tempo, mesas bem arrumadas com uma variedade de frios e queijos eram sinônimo de coisa fina, ficando relegadas a eventos especiais. Variações mais simples foram surgindo com o tempo, e as mesas fartas são coisas do passado. Hoje, todo mundo já fica feliz com uma pequena tábua de frios.

 (Reprodução/Veja SP)

 

  • Coquetel de camarão

Mais uma vedete das antigas festas, o coquetel de camarão, principalmente se servido em taças, era prova de bom gosto e esmero ao receber os amigos. Inexplicavelmente, de uma hora para outra, o coquetel foi taxado de brega e simplesmente sumiu da mesa.

 (Reprodução/Veja SP)

 

  • Hi-Fi

A vodca com refrigerante de laranja conheceu seu auge na mesma época em que a cuba-libre, e apesar de ainda ter seus adeptos na velha guarda, também se tornou incomum pedir uma nas atuais baladas. Ao mesmo tempo, a Screwdriver (vodca com o suco da laranja natural, e não refrigerante), tem subido na preferência das pessoas.

 (Reprodução/Veja SP)

 

  • Sacanagem

Espetinhos de salsicha, legumes, queijo, ou com um monte de variações, e fincados num melão ou repolho coberto com papel alumínio, ou qualquer coisa que desse firmeza aos espetos, tinha o nome sugestivo de “sacanagem”. O visual ficava chamativo naquelas festas ou churrascos em família, mas hoje em dia, apesar de ainda montarem espetos parecidos, sua base esférica se foi… eles simplesmente ficam dispostos numa bandeja.

 (Reprodução/Veja SP)

 

  • Torta de pão de forma

De montagem simples e recheios complexos, o que variava na torta era seu acabamento externo, sempre cercada por maionese e coberta com cenoura ralada, tomate ou milho. Hoje podemos encontrar no mercado um pão de forma especial para esta torta, já sem casca e com fatias maiores, mas a popularidade dessa iguaria já não é mais a mesma.

 (Reprodução/Veja SP)

 

  • Bolo Floresta Negra

Sobremesa nunca sai de moda, mas o bolo Floresta Negra já foi sinônimo de requinte e hoje anda meio esquecido. Feito de chocolate com chantilly e cerejas em calda, era o mais desejado nos anos 70 e 80.

 (Reprodução/Veja SP)

 

  • Bombeirinho

Pinga com groselha é a “complicada” fórmula deste drinque que foi a sensação dos jovens nos anos 80 e 90, mas que acabou caindo em desuso porque hoje em dia já existem bebidas prontas mais baratas.

 (Reprodução/Veja SP)

 

  • Frango com catupiry

Quando surgiu, a pizza de frango com catupiry era uma das mais desejadas da cidade. Foi perdendo espaço por culpa das próprias pizzarias, que insistiram em trocar o catupiry original por imitações mais baratas e sem sabor, e a combinação que fez tanto sucesso acabou sendo deixada de lado. Hoje, essa mistura está até em recheios de pastéis de feira, mas em pouquíssimos casos é usado o queijo original.

 (Reprodução/Veja SP)

 

Veja também

 

 

Comentários
Deixe um comentário

Olá,

* A Abril não detém qualquer responsabilidade sobre os comentários postados abaixo, sendo certo que tais comentários não representam a opinião da Abril. Referidos comentários são de integral e exclusiva responsabilidade dos usuários que escreveram os respectivos comentários.

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google

Você está comentando utilizando sua conta Google. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s