Clique e assine por apenas 6,90/mês
Memória Por Blog Uma viagem no tempo às décadas passadas por meio de suas histórias, costumes e curiosidades.

Documentário sobre Guarnieri foi dirigido por neto do ator

O filme será exibido gratuitamente no Centro Cultural São Paulo

Por Miguel Barbieri - 28 abr 2017, 21h18

Um dos mais importantes atores paulistanos, Gianfrancesco Guarnieri ganhou homenagem em um documentário que será exibido na Mostra Itinerante Histórias que Ficam. A sessão de Guarnieri, com entrada franca, ocorre na quarta (3), às 19h30, no Centro Cultural São Paulo, no Paraíso.

Na direção do filme está Francisco Guarnieri, neto do biografado, que quis traçar um painel da carreira do intérprete, além de se aproximar do avô de uma forma afetiva. “Meu contato com ele aconteceu quando eu era criança, nos anos 90”, revela.

Gianfrancesco Guarnieri no filme Eles Não Usam Black-Tie, de Leon Hirszman Reprodução

O longa-metragem traz imagens de Guarnieri nas memoráveis montagens de Arena Conta Zumbi (1965), Arena Conta Tiradentes (1967) e Castro Alves Pede Passagem (1971). Também foram incluídas suas incursões no cinema, como em O Grande Momento (1958) e em Eles Não Usam Black-Tie, versão de sua emblemática peça teatral.

O documentário reúne poucos momentos nas telenovelas e privilegia entrevistas nos programas TV Mulher e Roda Viva. Os filhos e também atores Paulo Guarnieri, de 55 anos, e Flávio Guarnieri (1959-2016) falam, emocionados, da complexa relação que tinham com o pai, morto em 2006.

Continua após a publicidade
Publicidade