Clique e Assine a partir de R$ 6,90/mês
Barbara Demerov Filmes e Séries - Por Barbara Demerov

King Richard: Criando Campeãs conta história das tenistas Williams

Em entrevista à Vejinha, as atrizes que interpretam Serena e Venus falam sobre história de superação: "Não sabia quão duro elas tiveram de trabalhar"

Por Barbara Demerov Atualizado em 25 nov 2021, 21h54 - Publicado em 26 nov 2021, 06h00

King Richard: Criando Campeãs, estrelando Will Smith (Eu Sou a Lenda), chega às salas de cinema em 2 de dezembro. O drama é baseado na história real de Richard Williams, o determinado pai das irmãs Serena (Demi Singleton) e Venus Williams (Saniyya Sidney), duas das atletas mais talentosas do tênis.

Com direção de Reinaldo Marcus Green, a narrativa acompanha os anos de esforço e persistência da família até que as jovens alcançassem prestígio em torneios pelos Estados Unidos. Além da sólida atuação de Smith como Richard, destacam-se as presenças de Demi, Saniyya e Aunjanue Ellis (intérprete da matriarca Brandi Williams).

À Vejinha, as três atrizes refletem sobre o apoio familiar que ajudou a direcionar ambas as atletas durante os anos 80 e 90. “Acho que toda a família influenciou suas carreiras. Elas começaram quando eram jovens e, sendo tão jovens, você realmente precisa do sistema de apoio. Especialmente diante do cenário naquela época. Havia muita discussão sobre raça e os negros não eram tão aceitos em um esporte prestigiado como o tênis. Eu sinto que, sem seus pais, isso tudo poderia ter sido bem difícil para elas”, diz Demi, que chegou a conversar com as irmãs Williams durante a preparação para o filme.

“A entrada de Serena no tênis teve muito a ver com seu amor pela irmã Venus, mais do que qualquer outra coisa. Ela era uma criança competitiva e queria brincar, é claro, mas também queria seguir os passos da irmã e fazer companhia”, ressalta Aunjanue. Saniyya, de apenas 15 anos, é fã declarada do esporte e fez o teste para o papel de Venus puramente por ser admiradora da jogadora.

“Ela me inspirou a atuar e eu espero que o filme também inspire novas gerações de atletas. Agora, com a história dos Williams exposta para todos, será possível vê-los como pessoas normais e entender todos os desafios pelos quais passaram.” Demi completa: “Eu não sabia quão duro Venus e Serena tiveram de trabalhar enquanto cresciam. Não sabia o que elas haviam passado até entrar para o elenco do filme. Então, eu acho que as pessoas irão se inspirar bastante”.

Sobre trabalhar ao lado de Will Smith, Saniyya relembra que o ator indicado ao Oscar fazia toda a equipe rir. “Eram piadas e pegadinhas o tempo todo. Mas ele também nos dava tantos conselhos incríveis… sobre vida e carreira. Demi e eu somos novas na indústria do cinema. Foi importante ter esse apoio.”

Continua após a publicidade

De tão próximas em cena, as intérpretes das irmãs Williams se tornaram amigas na vida real. “Saniyya está me mandando mensagens de texto neste momento, inclusive”, brinca Demi durante a entrevista.

Já sobre a principal mensagem de King Richard: Criando Campeãs, Aunjanue diz que o comportamento dos Williams transformou esse núcleo como um todo e, sendo assim, é o elemento que mais merece destaque. “A mensagem aqui é sobre a importância da família. Sim, é um filme sobre esporte. Mas, na verdade, mais do que tudo, é um retrato dessa bela família negra e da proximidade e lealdade que eles tinham uns com os outros. Isso mudou tudo.”

+Assine a Vejinha a partir de 6,90.

Publicado em VEJA São Paulo de 01 de dezembro de 2021, edição nº 2766

Continua após a publicidade

Publicidade