Dirceu Alves Jr.

Na Plateia

Tudo sobre teatro

Denise Fraga em “Eu de Você”: uma atriz de voz própria e caminho autoral

No monólogo, dirigido por Luiz Villaça, a intérprete se faz passar por mais de uma dezena de personagens, sem deixar de ser ela mesma em momento algum

Denise Fraga peita os personagens escolhidos sem pudores. Fez A Visita da Velha Senhora sem ter idade para tal papel, interpretou um homem em Galileu, Galilei e uma chinesa em A Alma Boa de Setsuan. A artista convence o público de cara quase limpa e, munida de autenticidade, fortalece uma autoralidade.

No monólogo Eu de Você, resultado de uma dramaturgia coletiva, finalizada por ela, Rafael Gomes e pelo diretor Luiz Villaça, a atriz vai um pouco mais longe. Denise se faz passar por mais de uma dezena de personagens, sem deixar de ser ela mesma, no corpo e na voz, em momento algum.

O solo nasceu de entrevistas, cartas e depoimentos de pessoas de vários cantos do país. Entre eles aparece Tânia, espécie de espinha dorsal do espetáculo, a representação do nosso ritmo acelerado de cada dia. Ela acorda cedo, despacha os filhos para a escola, enfrenta o trânsito e, no escritório, além de acumular as tarefas de meia dúzia de colegas demitidos, precisa sorrir diante de um chefe incompetente.

+ Conheça o novo Teatro Vivo.

O absurdo de Tânia é dosado pela delicadeza com que Denise dá voz a Júlio, frequentador de um karaokê que é assaltado por uma dupla de rapazes e se apaixona por um deles, ou pela surpresa de Clarice, que, em um passeio no parque, encontra um sujeito em busca de seu perdão.

Em meio a esse lírico teatro documental, Denise ainda canta É o Amor, Fogo e Paixão, Pode Esperar e All You Need Is Love, sem querer se passar por técnica, do jeito como qualquer espectador cantaria. A protagonista questiona as exigências contemporâneas, denuncia o machismo e até promove um discurso de esperança. E as pessoas compram sua mensagem porque, no palco, Denise costuma fazer o que bem entende, com o aval da plateia, valorizando o conceito de teatro (90min). 12 anos. Estreou em 20/9/2019.

+ Teatro Vivo. Avenida Doutor Chucri Zaidan, 2460, Morumbi. Sexta, 20h; sábado, 21h; domingo, 19h. R$ 50,00 (sex.) e R$ 70,00 (sáb. e dom.). Até 15 de dezembro.

Para não perder as notícias mais quentes que rolam sobre São Paulo, assine a newsletter da Vejinha

Comentários
Deixe um comentário

Olá,

* A Abril não detém qualquer responsabilidade sobre os comentários postados abaixo, sendo certo que tais comentários não representam a opinião da Abril. Referidos comentários são de integral e exclusiva responsabilidade dos usuários que escreveram os respectivos comentários.

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google

Você está comentando utilizando sua conta Google. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s