Clique e assine por apenas 5,90/mês
Cidade das Crianças Por Blog Os melhores programas para crianças e família espalhados por São Paulo

Três peças com palhaços em cartaz em março

As peças de no máximo 20 reais garantem a risada e ficam em cartaz até o final do mês

Por Alice Padilha - Atualizado em 13 mar 2020, 14h12 - Publicado em 13 mar 2020, 06h00

O Circo Fubanguinho não está na melhor das situações econômicas. Na montagem da Trupe Lona Preta, os quatro palhaços da companhia são comandados por Chico Remela (Joel Carozzi), um patrão desonesto e mandão. Na atração decadente, Rabiola (Sergio Carozzi) e Girino (Alexandre Matos) são a dupla dinâmica da confusão, sempre em busca de uma forma de ganhar um pouco mais de dinheiro. Depois de muitas armações, os dois são demitidos, mas não desistem fácil e tentam reconquistar o posto a todo custo. A plateia mirim é cativada pelas interações e pela música tocada ao vivo pelo elenco, com instrumentos como tuba e trombone. Mas a turma consegue divertir também os adultos, com piadas bem direcionadas para eles. Um dos momentos mais icônicos fica reservado para o número final, com o “grande atirador de facas”. A direção é de Sergio e Joel Carozzi (45min). Rec. a partir de 4 anos. Estreou em 21/3/2017. Sesc Belenzinho. Rua Padre Adelino, 1000, Belenzinho,☎2076-9700. Sábado e domingo, 12h. R$ 20,00. Até o dia 29.

Divulgação/Divulgação

No Circo de Coisas, da Cia. Circo de Bonecos, as estrelas do picadeiro são objetos manipulados por Claudio Saltini (que também assina a direção) e Sandro Gattone. Aqui, o mágico é um processador de alimentos que faz uma cenoura desaparecer e o pregador de roupas vira um equilibrista na corda bamba. A montagem, sem texto, é embalada por uma animada trilha sonora. A peça busca provocar novas formas de ver o mundo, e o humor simples, aliado à competência dos manipuladores, provoca risadas genuínas (60min). Rec. a partir de 4 anos. Estreou em 3/8/2013. Sesc Guarulhos. Rua Guilherme Lino dos Santos, 1200, Jardim Flor do Campo, ☎ 2475-5550. Sábado, 17h; domingo, 16h30. Grátis. Até domingo (22).

Giuliana Cerchiari/Divulgação

A premiada Tereza Gontijo (Palhaça Guadalupe, dos Doutores da Alegria e da Orquestra Modesta) constrói uma narrativa-solo em Olga, a Pulga. Na trama, ela mora em um lixão. Sua única companhia é Olga, estrela de um circo imaginário e exímia saltadora. Com raras risadas, o ânimo da plateia só sobe lá pela metade da peça, quando começa o show da pulga. A direção é de Anderson Spada (60min). Rec. a partir de 4 anos. Estreou em 5/10/2013. Teatro João Caetano. Rua Borges Lagoa, 650, Vila Clementino, ☎ 5573-3774. Sábado e domingo, 16h. R$ 20,00. Até domingo (22).

Publicidade