Clique e assine por apenas 5,90/mês
Corrida Por Marcos Paulo Reis Dicas sobre corridas para praticantes do esporte, por Marcos Paulo Reis.

Mulheres e corrida de rua: uma paixão que só cresce

É difícil acreditar que há quase 50 anos, a corredora alemã Kathrine Switzer teve de entrar disfarçada de homem para poder participar da Maratona de Boston – distância até então exclusivamente masculina. Ela foi descoberta ao longo do percurso, mas acabou completando em 4h20 e abrindo espaço para o avanço feminino nas provas de rua. […]

Por VEJA SÃO PAULO - Atualizado em 26 fev 2017, 13h22 - Publicado em 29 jan 2016, 10h50
alema

Kathrine Switzer: alemã se disfarçou de homem para participar de maratona

É difícil acreditar que há quase 50 anos, a corredora alemã Kathrine Switzer teve de entrar disfarçada de homem para poder participar da Maratona de Boston – distância até então exclusivamente masculina. Ela foi descoberta ao longo do percurso, mas acabou completando em 4h20 e abrindo espaço para o avanço feminino nas provas de rua. Hoje, são elas, as mulheres, que têm ajudado a aumentar o contingente de apaixonados pelo esporte. E certamente a atração pela atividade vai além de perda de peso e da definição do corpo: a corrida promove bem-estar geral, eleva a autoestima e estimula a superação.

É certo que muitas mulheres procuram a corrida com intenção de entrar em forma. E com um pouco de dedicação, logo é possível chegar lá. Afinal, é um excelente exercício aeróbico que promove grande queima calórica. Mas a coisa não para por aí: as mulheres parecem possuir determinação extra e essa característica as ajuda a se destacar. Logo estão avançando nas distâncias e melhorando seus tempos. Como não se fortalecer com isso? Essa garra é levada para outras situações da sua vida e tudo vai ficando melhor.

Segundo pesquisas, nos Estados Unidos as mulheres já são maioria nas corridas de rua. Por aqui, ainda há um longo caminho a ser percorrido. Mas com o interesse feminino crescente pelo esporte, os organizadores tem se mobilizado para atender a esse exigente público, com eventos personalizados e cheios de mimos e atrações. Agora é a vez da Nike anunciar uma grande ação para reunir e agradar o público feminino.

Inspirada na deusa alada da vitória, o NikeWomen Victory Tour se propõe a ser a maior série de eventos para mulheres no mundo. A ideia é celebrar a vitória pessoal e o esporte e inspirar atletas a aceitarem novos desafios, para superarem seus próprios limites. Com início no dia 13 março, em Nagoya, no Japão, o evento vai até setembro e acontece em várias cidades ao redor do mundo, incluindo Rio de Janeiro, Xangai e Los Angeles. A etapa brasileira acontecerá no Rio de Janeiro, em 10 de abril, com uma corrida de 21K, em parte do trajeto da Maratona dos Jogos Olímpicos Rio 2016. As inscrições para concorrer a uma vaga no NikeWomen Victory Tour Rio podem ser feiras a partir de 26 de janeiro, em nike.com.br/victorytourrio.

Continua após a publicidade
Publicidade