Clique e assine por apenas 5,90/mês
Corrida Por Marcos Paulo Reis Dicas sobre corridas para praticantes do esporte, por Marcos Paulo Reis.

Cuidados para correr no calor

Estamos a poucos dias do início do verão. Ou seja, o calor vem aí para valer. Não é porque a temperatura subiu que você vai deixar de treinar. Mas algumas coisas são importantes saber para conseguir cumprir as planilhas e atingir seus objetivos, sem prejudicar o corpo e sem interferir demais no desempenho. Vamos a elas: + […]

Por Carolina Giovanelli - Atualizado em 25 fev 2017, 20h43 - Publicado em 8 dez 2016, 19h46

correr sol

Estamos a poucos dias do início do verão. Ou seja, o calor vem aí para valer. Não é porque a temperatura subiu que você vai deixar de treinar. Mas algumas coisas são importantes saber para conseguir cumprir as planilhas e atingir seus objetivos, sem prejudicar o corpo e sem interferir demais no desempenho. Vamos a elas:

+ Casal que corre unido permanece unido

1 – Temperatura elevada não combina com performance.

E não é só o calor que influencia – a umidade relativa (UR) do ar também. A UR ultrapassando os 70% já eleva bastante a sensação térmica. Portanto, esteja atento a isso antes de calçar o tênis. Mas mesmo observando temperatura e UR, dificilmente seu rendimento vai ser o mesmo. Aceite esse fato para não se frustrar e para não estressar desnecessariamente seu organismo.

2 – Treine em horários mais amenos.

De manhã, no máximo até às 8 horas. Ou no final da tarde, comecinho da noite. Nessas faixas as temperaturas estão mais frescas e mais propícias para a prática esportiva.

Continua após a publicidade

3 – Fique atento à hidratação.

E isso não significa só beber um copo de água antes de iniciar o treino. É importante fazer pausas ao longo da corrida para a ingestão de líquidos – pelo menos um copo de água a cada vinte minutos. A má hidratação pode levar a indisposições e até desmaios. Continue se hidratando bem – de 2 a 3 litros de água – no restante do dia.

4 – Pegue leve no começo.

Inicie o treino em um ritmo mais lento e veja como se sente para só então pensar em acelerar.

5 – Use roupas leves.

De tecido tecnológicos e respiráveis, para favorecer a transpiração.

6 – Observe os sinais que seu corpo dá.

Se a transpiração é moderada ou exagerada; seu nível de sede; a intensidade do batimento cardíaco; o desgaste dos músculos (se sente pequenas câimbras). Ao menor sinal de problemas – cansaço exagerado, tonturas, palpitação, sensação de desmaio -, pare o treino imediatamente e procure ajuda.

Continua após a publicidade
Publicidade