Clique e Assine a partir de R$ 6,90/mês
Últimas de São Paulo Por Blog Notícias quentes e bastidores da cidade

Funcionários da CPTM encerram greve que paralisou linhas 7 e 10

Segundo o Sindicato dos Ferroviários, grupo decidiu retomar o trabalho após assembleia, mas não está de acordo com a oferta da companhia

Por Redação VEJA São Paulo Atualizado em 11 abr 2017, 17h45 - Publicado em 11 abr 2017, 17h35

Os funcionários que operam as linhas 7-Rubi e 10-Turquesa da CPTM decidiram encerrar a paralisação que acontece desde a meia-noite desta terça (11). As duas linhas afetadas têm circulação média de 780 000 passageiros por dia.

De acordo com o Sindicato dos Ferroviários, o grupo decidiu retomar o trabalho após uma assembleia, mas não aceita o acordo proposto pela CPTM e entrará com uma ação para cobrar a multa por atraso. Eles reivindicam o pagamento do Programa de Participação nos Resultados (PPR) de 2016.

A companhia não teria cumprido o último acordo sindical, sob o qual aceitou pagar a bonificação em uma única parcela no dia 31 de março. Alegando problemas financeiros, a CPTM liberou metade do valor na data e postergou o pagamento do restante para o dia 16 de junho, com valor corrigido pelo Índice de Preços ao Consumidor da Fundação Instituto de Pesquisas Econômicas (IPC-Fipe) acumulado nos meses de abril e maio deste ano.

 

(com informações de Estadão Conteúdo)

Continua após a publicidade

Publicidade