135 cães são resgatados de canil após denúncia de maus-tratos

Com a ajuda da polícia, Instituto Luisa Mell levou todos os animais do local certificado, onde os pets viviam no meio de fezes e urina e eram espancados

Nesta sexta (29), em uma ação conjunta da ONG da ativista Luisa Mell, protetores parceiros, Centro de Controle de Zoonoses, Vigilância Sanitária e Polícia, 135 cães foram resgatados de um canil em Osasco, na região metropolitana.

Todos viviam em péssimas condições de higiene e saúde, com pelos emaranhados e sujos. Alguns estavam machucados – um deles tinha o maxilar quebrado, por exemplo.

Chamado de Mansão Sebastian, o estabelecimento registrado na Sociedade Brasileira de Cinofilia (Sobraci) tinha pets das raças yorkshire, lhasa apso, pug, entre outras.

“Vi uma cena de filme de terror, um dos piores resgates que já fiz”, contou Luisa a VEJA SÃO PAULO. “A casa estava repleta de fezes e urina. A própria dona do lugar dava injeção nos animais, sem ser veterinária.” Foram encontrados ainda nove corpos de filhotes em sacos de lixo.

A ativista recebeu uma denúncia em vídeo de que a dona do local espancava os animais. Na gravação, que pode ser assistida abaixo, é possível ouvir os cães ganindo. Com a prova, procurou a polícia, que a ajudou na ação.

A responsável não foi presa e vai responder por crime de maus-tratos. “Ela começou a contar uma história de que não tinha limpado o lugar naquele dia, que tinha problemas de saúde. Negou agredir os cães, dizendo que só batia o rodo no chão ou as garrafas de plástico na parede para fazer barulho”, lembra Luisa. “Ela devia dar banho, arrumar o bicho e vender para um dono que achava que era bem cuidado.”

Agora, o Instituto Luisa Mell busca ajuda financeira para cuidar dos 135 pets, alguns prenhes, que passam por exames veterinários. As informações da conta estão no post do vídeo abaixo, que contabiliza mais de 450 000 visualizações, no qual a protetora mostras as condições do lugar.

 

Em tempo: se você opta por comprar um cachorro e não adotar de uma ONG, procure sempre saber a procedência do animal e em quais condições ele vive. Há muitos espaços em condições similares por aí.

Comentários
Deixe um comentário

Olá, ( log out )

* A Abril não detém qualquer responsabilidade sobre os comentários postados abaixo, sendo certo que tais comentários não representam a opinião da Abril. Referidos comentários são de integral e exclusiva responsabilidade dos usuários que escreveram os respectivos comentários.

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s

  1. suely epsztein grynberg

    Está mais do que na hora de se criar um selo de qualidade para os canis. Assim, ao comprar um filhote fica-se sabendo quais são os bons canis.