Por que meu cão gosta de rolar em coisas malcheirosas durante o passeio?

O zootecnista Alexandre Rossi responde

Muitos tutores relatam que seus cães parecem sentir um enorme prazer ao se esfregar em objetos fedidos durante o passeio, como carniça de animais mortos ou fezes. E, quando agem assim, parecem estar se divertindo.

Existem algumas teorias sobre o que motiva esse comportamento. O que posso garantir desde já é que não se trata de um distúrbio, mas sim de algo instintivo. Portanto, não se preocupe caso o seu cachorro tenha essa preferência: ele não é uma exceção!

Sinal de alimento por perto

Uma das hipóteses é que, em grupos de canídeos de vida livre, aquele que se esfrega em carniça, ao voltar para o grupo, estaria mostrando aos demais que há uma fonte de alimentos por perto (lembrando que, para muitas espécies, matéria orgânica em decomposição integra a sua alimentação rotineira).

Deixar o seu odor

Alguns, por outro lado, atribuem o comportamento a uma tentativa de deixar o próprio cheiro naquilo que tem odor mais forte, como uma forma de marcação olfativa.

Eles gostam mesmo!

Há quem afirme, por outro lado, que os cães, por terem o olfato tão desenvolvido, podem ter simplesmente uma preferência por destacar seu próprio odor perante os outros membros do grupo, como se estivessem se “vestindo” com uma novidade.

Fazendo um paralelo com os sentidos dos humanos, nosso mundo é predominantemente visual e há pessoas que gostam de usar roupas mais chamativas de vez em quando. Para os cães, o cheiro mais forte sobre o seu próprio corpo seria também uma forma de se comunicar, como se ele fosse se “vestir” de maneira mais vibrante.

Tentar disfarçar o próprio cheiro

A teoria mais aceita, no entanto, supõe que o comportamento foi herdado de ancestrais caçadores que agiriam assim para tentar disfarçar o próprio cheiro e ter mais chances de sucesso durante uma caçada. Assim, rolariam no excremento de algum animal para não serem identificados rapidamente ao se aproximarem de uma possível presa.

O que fazer?

De qualquer maneira, mesmo considerando que não estamos falando de um comportamento anormal, essa atitude pode ser muito repugnante para os tutores.

Uma dica, caso o seu cão tenha esse hábito, é treiná-lo muito bem no comando “vem” para que tenha mais chances de obter a atenção dele quando o mesmo começar a cheirar com muito entusiasmo algum local durante o passeio.

É importante lembrar que você deverá recompensá-lo com algo que ele adore para que valha a pena deixar de lado aquele “troféu” malcheiroso e prestar mais atenção em você.

Por Alexandre Rossi, zootecnista, especialista em comportamento animal e sócio-fundador da Cão Cidadão.

Alexandre Rossi, zootecnista

Alexandre Rossi, zootecnista (Divulgação/Divulgação)

Comentários
Deixe um comentário

Olá,

* A Abril não detém qualquer responsabilidade sobre os comentários postados abaixo, sendo certo que tais comentários não representam a opinião da Abril. Referidos comentários são de integral e exclusiva responsabilidade dos usuários que escreveram os respectivos comentários.

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google

Você está comentando utilizando sua conta Google. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s