Clique e Assine a partir de R$ 8,90/mês
Arte ao Redor Tatiane de Assis é repórter da Veja SP. Acredita que as artes visuais podem aproximar pessoas e descortinar novas facetas da vida.

Nova edição da revista #serrote traz pandemia como tema central

É possível perceber que desta vez os textos estão um pouco mais pesados, tais como os que abordam a morte de Sophia, filha de Freud

Por Tatiane de Assis Atualizado em 18 mar 2021, 20h06 - Publicado em 19 mar 2021, 06h00

A 37ª edição da revista #serrote (Instituto Moreira Sales; R$ 48,50) tem um tom grave, na esteira da piora da pandemia. Em um dos textos, a professora britânica Jacqueline Rose defende que há uma relação entre o conceito de pulsão de morte desenvolvido por Freud (1856-1939) e o falecimento da filha do pioneiro da psicanálise. Chamada Sophia, ela morreu em 1920 durante a terceira gravidez, devido a complicações decorrentes da gripe espanhola. Um pouco mais leve é o ensaio da artista Pink Wainer, que traz aquarelas dos livros que ela tem na estante e que durante o período de confinamento são uma fonte infinita de imersões.

+Assine a Vejinha a partir de 6,90.

Publicado em VEJA São Paulo de 24 de março de 2021, edição nº 2730

  • Publicidade