Clique e Assine a partir de R$ 8,90/mês
Arte ao Redor Tatiane de Assis é repórter da Veja SP. Acredita que as artes visuais podem aproximar pessoas e descortinar novas facetas da vida.

Museu irlandês vai abrigar necrotério

Instituição foi requisitada a ajudar a Irlanda durante pandemia de coronavírus

Por Tatiane de Assis Atualizado em 3 abr 2020, 13h11 - Publicado em 3 abr 2020, 12h47

O Museu de Arte Moderna da Irlanda (representado em inglês pela sigla IMMA) vai abrigar um necrotério temporário no terreno onde está instalado, de acordo com informações divulgadas no site da instituição. A construção do local, que deve receber pessoas que morreram devido ao Covid-19, é uma medida paliativa enquanto a Irlanda prepara seu sistema de saúde para lidar com a pandemia.

“Pensamos com grande compaixão e respeito nas famílias daqueles que podem precisar dessas instalações nos próximos tempos”, afirmou o museu no comunicado. Para conter a propagação do vírus, a Irlanda anunciou no dia 27 março o confinamento de sua população até o dia 12 de abril.

View this post on Instagram

Important information: Following the advice of the Irish public health authorities and to protect the health and safety of our visitors and staff, IMMA will be closed to the public from 5:30pm, Thursday 12 March until Sunday 29 March 2020 inclusive. Please follow our social media channels for updates.

A post shared by IMMA (@immaireland) on

Continua após a publicidade

O Museu de Arte Moderna da Irlanda, por sua vez, paralisou suas atividades no dia 12 de março. A instituição está localizada na capital Dublin, no Royal Hospital Kilmainham, que era uma casa, do século 17, para soldados aposentados. A instituição, uma das mais importantes da Holanda, é conhecida por seu acervo com mais 3 500 obras e os pátios internos e externos amplos.

Assine a Vejinha por 14,90 mensais.

  •  

     

     

     

    Continua após a publicidade
    Publicidade