Clique e Assine a partir de R$ 8,90/mês
Arte ao Redor Tatiane de Assis é repórter da Veja SP. Acredita que as artes visuais podem aproximar pessoas e descortinar novas facetas da vida.

Como era a casa da pintora mexicana Frida Kahlo?

Transformada em museu, a residência da artista pode ser conhecida em uma visita virtual disponibilizada no site da instituição. Saiba mais

Por Tatiane de Assis 25 mar 2020, 10h33

A casa em que a pintora mexicana Frida Kahlo (1907-1954) nasceu e morou se transformou em um museu. Chamado A Casa Azul, ele está localizado no bairro de Coyoacán, na Cidade do México. O lugar, que também abrigou o artista Diego Rivera (1886-1957), marido de Frida, pode ser conhecido por meio de uma visita virtual, disponibilizada no site da instituição. Para quem já está curioso, há abaixo uma seleção de imagens, retiradas do tour na internet. Confira:

Museu Frida Kahlo - Print
Ateliê de Frida Kahlo n’A Casa Azul Reprodução/MuseuFridaKahlo/Veja SP

 

Museu Frida Kahlo
Sala de Jantar Reprodução/MuseuFridaKahlo/Veja SP

 

Museu Fri
Quarto de Frida tem espelho que mãe escondeu debaixo da cama, quando a filha se acidentou Reprodução/MuseuFridaKahlo/Veja SP

Mais do que a morada da artista, A Casa Azul também era um ponto de encontro de intelectuais mexicanos e do mundo. Por lá passaram o surrealista francês André Breton (1896-1966), o poeta chileno Pablo Neruda (1904-1973) e o artista francês, pai da arte contemporânea, Marcel Duchamp (1887-1968).

Outro atrativo da morada é o jardim, que foi expandido pelo casal, para salvaguardar o marxista León Trótski (1879-1940), que ficou escondido por lá, quanto perseguido por Stálin (1878-1953). No local, destacam-se também diferentes tipos de cactos e jacarandás. 

Museu Frida Kahlo - Print
Jardim da casa de Frida Kahlo Reprodução/MuseuFridaKahlo/Veja SP

Acesse aqui o link para o tour virtual n’A Casa Azul.

  • Continua após a publicidade
    Publicidade