Clique e Assine a partir de R$ 8,90/mês
Arte ao Redor Tatiane de Assis é repórter da Veja SP. Acredita que as artes visuais podem aproximar pessoas e descortinar novas facetas da vida.

Atualização do Plano SP não muda funcionamento dos museus em janeiro

Número permitido de visitantes, 40% da capacidade total, se mantém mesmo co m a escalada de novos casos e óbitos

Por Tatiane de Assis 8 jan 2021, 15h46

Em coletiva de imprensa realizada nesta sexta-feira (8) no Palácio dos Bandeirantes, foi anunciada a atualização do Plano São Paulo. A capital continua na fase amarela, o que se desdobra na recomendação de que todos os setores sigam abertos. Os museus podem assim se manter com as portas abertas, recebendo 40% da capacidade total de visitantes. De acordo com a orientação do governo, essas instituições podem funcionar até dez horas por dia, contudo, a visitação deve ser finalizada até as 22h.

O setor cultural esperava com expectativa a atualização do Plano São Paulo, que acontece em meio à escalada de casos no Brasil e na cidade. De acordo com informações do governo, houve um aumento de 30% dos casos na primeira semana de 2021 em comparação com a última semana de 2020. A despeito do comunicado do Estado, o Instituto Moreira Salles segue fechado até domingo (10).

De acordo com o Secretário de Saúde, Jean Gorinchteyn, não houve nessa atualização criação de indicativos, mas sim, um endurecimento na passagem para fase verde. Antes, por exemplo, era necessário estar no patamar de 5 óbitos por 100 000 habitantes para ir para a fase verde. Agora, é necessário o indicador de 3 óbitos por 100 000 habitantes. A nova atualização do Plano de SP deverá ocorrer em 5 de fevereiro.

  • Publicidade