Clique e Assine a partir de R$ 8,90/mês
Arte ao Redor Tatiane de Assis é repórter da Veja SP. Acredita que as artes visuais podem aproximar pessoas e descortinar novas facetas da vida.

Exposição de Marcia de Moraes traz homenagem a Lacan e obras sinestésicas

No Centro Cultural Banco do Brasil até 4 de outubro, “A Terceira” traz majoritariamente obras inéditas da artista; entrada grátis

Por Tatiane de Assis Atualizado em 9 set 2021, 15h05 - Publicado em 10 set 2021, 06h00

Marcia de Moraes apresenta 43 trabalhos na exposição A Terceira, no subsolo do Centro Cultural Banco do Brasil. “O título é uma referência a uma conferência do (Jacques) Lacan (médico francês que renovou a psicanálise com seus conceitos), mas não para por aí, também sou a última e terceira filha dos meus pais”, explica Marcia. Com o adiamento de quase um ano da mostra devido à pandemia de Covid-19, ela teve tempo para produzir novas obras para a exposição — mais de 90% delas nunca foram vistas. No tríptico Chuva Choro (2021), que é uma colagem, vemos a estrutura orgânica, que parece entrelaçar tecidos e artérias, ser tomada por um derrame, que pode ser de seiva, gozo ou lágrimas. “Fala de tudo que escapa, transborda, pode ser a baba, pode ser o choro”, diz a artista.

> CCBB. Rua Álvares Penteado, 112, Centro Histórico, ☎ 4297-0600. Quarta a sexta, 9h às 18h. Grátis. Visitas agendadas em: www.eventim.com.br/artist/marciademoraes. Até 4 de outubro.

+Assine a Vejinha a partir de 8,90.

Publicado em VEJA São Paulo de 15 de setembro de 2021, edição nº 2755

  • Continua após a publicidade
    Publicidade