Clique e Assine a partir de R$ 8,90/mês
Arte ao Redor Tatiane de Assis é repórter da Veja SP. Acredita que as artes visuais podem aproximar pessoas e descortinar novas facetas da vida.

20 pinturas para ver no site do Museu Van Gogh

Paisagens, autorretratos, dentre outros gêneros, presentes na produção do artista, podem ser vistos na página da instituição, confira

Por Tatiane de Assis 17 mar 2020, 20h11

Localizado em Amsterdã, Holanda, o Museu Van Gogh disponibiliza em seu site 4 369 obras que fazem parte de sua coleção. São pinturas de um dos mais reconhecidos artistas da História da Arte, que empresta seu sobrenome à instituição. Há, contudo, trabalhos de outros nomes que orbitam ao redor de Vincent, como o seu amigo e também grande nome, Paul Gauguin (1848-1903).

A página de busca do museu é simples de usar, basta buscar um termo qualquer ou o nome de artista. A forma como os resultados são apresentados também facilita muito. Quando você clica em mais obras, não é jogado em uma nova página, é mantido no mesmo lugar, ampliando somente o que você pode ver.

Outro ponto positivo é conseguir ter um panorama da produção de Van Gogh, conseguindo perceber as diferentes formas que eles produziu autorretratos, a presença ou não de pinceladas mais intensas, sem contar a influência da arte japonesa. Na penúltima obra, Vinhedo Velho Com Camponesa (1890), é possível reconhecer traços do ukiyo-e, que é um tipo de xilogravura e pintura nipônica. Ficou curioso? Role a página pelas 20 obras selecionadas pelo blog ARTE AO REDOR.

Van Gogh Museum, Amsterdam (Vincent van Gogh Foundation)
Raízes de Árvores (1890), Vincent van Gogh (1853-1890) Van Gogh Museum, Amsterdam (Vincent van Gogh Foundation)/Divulgação

 

Continua após a publicidade
Garrafa Pequena Com Peônias e delfínios azuis (1886), de Vincent Van Gogh (1853-1890) Van Gogh Museum, Amsterdam (Vincent van Gogh Foundation)/Divulgação

 

Continua após a publicidade
Van Gogh Museum, Amsterdam (Vincent van Gogh Foundation)
Floração da Amendoeira (1890), de Vincent Van Gogh (1853-1890) Van Gogh Museum, Amsterdam (Vincent van Gogh Foundation)/Divulgação

 

Continua após a publicidade
Retrato de Camiile Roulin (1888), de Vincent Van Gogh (1853-1890) Van Gogh Museum, Amsterdam (Vincent van Gogh Foundation)/Divulgação

 

Continua após a publicidade
Van Gogh Museum, Amsterdam (Vincent van Gogh Foundation)
Autorretrato com Chapéu de Palha (1887), de Vincent Van Gogh (1853-1890) Van Gogh Museum, Amsterdam (Vincent van Gogh Foundation)/Divulgação

 

Continua após a publicidade
Van Gogh Museum, Amsterdam (Vincent van Gogh Foundation)
Autorretrato de Theo van Gogh (1887), Vincent Van Gogh (1853-1890) Van Gogh Museum, Amsterdam (Vincent van Gogh Foundation)/Divulgação

 

Continua após a publicidade
Van Gogh Museum, Amsterdam (Vincent van Gogh Foundation)
Campo de Trigo Com Corvos (1890), de Vincent Van Gogh (1853-1890) Van Gogh Museum, Amsterdam (Vincent van Gogh Foundation)/Divulgação

 

Continua após a publicidade
Van Gogh Museum, Amsterdam (Vincent van Gogh Foundation)
Torso de Vênus (1886), de Vincent Van Gogh (1853-1890) Van Gogh Museum, Amsterdam (Vincent van Gogh Foundation)/Divulgação

 

Continua após a publicidade
Van Gogh Museum, Amsterdam (Vincent van Gogh Foundation)
Camarões e Mexilhões (1886), de Vincent Van Gogh (1853-1890) Van Gogh Museum, Amsterdam (Vincent van Gogh Foundation)/Divulgação

 

Continua após a publicidade
Van Gogh Museum, Amsterdam (Vincent van Gogh Foundation)
Cortesã (1887), de Vincent Van Gogh (1853-1890) Van Gogh Museum, Amsterdam (Vincent van Gogh Foundation)/Veja SP

 

Continua após a publicidade
Paisagem no crepúsculo (1890), de Vincent Van Gogh (1853-1890) Van Gogh Museum, Amsterdam (Vincent van Gogh Foundation)/Divulgação

 

Continua após a publicidade
Van Gogh Museum, Amsterdam (Vincent van Gogh Foundation)
Campo de trigo com um ceifador (1889), de Vincent Van Gogh (1853-1890) Van Gogh Museum, Amsterdam (Vincent van Gogh Foundation)/Divulgação

 

Continua após a publicidade
Van Gogh Museum, Amsterdam (Vincent van Gogh Foundation)
O Quarto (1888), de Vincent Van Gogh (1853-1890) Van Gogh Museum, Amsterdam (Vincent van Gogh Foundation)/Divulgação

 

Continua após a publicidade
Van Gogh Museum, Amsterdam (Vincent van Gogh Foundation)
Campos Arados – Os Sulcos (1888), de Vincent Van Gogh (1853-1890) Van Gogh Museum, Amsterdam (Vincent van Gogh Foundation)/Divulgação

 

Continua após a publicidade
Van Gogh Museum, Amsterdam (Vincent van Gogh Foundation)
Os Girassóis (1889), de Vincent Van Gogh (1853-1890) Van Gogh Museum, Amsterdam (Vincent van Gogh Foundation)/Divulgação

 

Continua após a publicidade
Van Gogh Museum, Amsterdam (Vincent van Gogh Foundation)
O Semeador (1888), de Vincent Van Gogh (1853-1890) Van Gogh Museum, Amsterdam (Vincent van Gogh Foundation)/Divulgação

 

Continua após a publicidade
Van Gogh Museum, Amsterdam (Vincent van Gogh Foundation)
Comedores de Batata (1885), de Vincent Van Gogh (1853-1890) Van Gogh Museum, Amsterdam (Vincent van Gogh Foundation)/Divulgação

 

Continua após a publicidade
museu van gogh usar créditos
Vinhedo Velho Com Camponesa (1890), de Vincent Van Gogh (1853-1890) Van Gogh Museum, Amsterdam (Vincent van Gogh Foundation)/Divulgação

 

Continua após a publicidade
Van Gogh Museum, Amsterdam (Vincent van Gogh Foundation)
A ponte de Langlois (1888), de Vincent Van Gogh (1853-1890) Van Gogh Museum, Amsterdam (Vincent van Gogh Foundation)/Divulgação

 

Continua após a publicidade
Van Gogh Museum, Amsterdam (Vincent van Gogh Foundation)
Cabeça de uma Mulher (1885), de Vincent Van Gogh (1853-1890) Van Gogh Museum, Amsterdam (Vincent van Gogh Foundation)/Divulgação
  • Continua após a publicidade
    Publicidade