Clique e assine por apenas 5,90/mês
Blog do Lorençato Por Arnaldo Lorençato O editor sênior Arnaldo Lorençato é crítico de restaurantes há 28 anos. De 1992 para cá, fez mais de 15 000 avaliações. Também é autor do Cozinha do Lorençato, um podcast de gastronomia, e do Lorençato em Casa, programa de receitas em vídeo. O jornalista leciona na Universidade Presbiteriana Mackenzie

Lido: sugestões da Ligúria em ambiente minúsculo; leia a crítica

A trattoria de Pinheiros tem trinta e dois lugares

Por Arnaldo Lorençato - Atualizado em 21 fev 2020, 11h49 - Publicado em 21 fev 2020, 06h00

Certamente, o Lido — Amici di Amici é um dos menores restaurantes da cidade. E bota pequeno nisso. Dispõe de uma mesa coletiva com apenas doze lugares, coberta por um antigo barco e bem de frente para a cozinha aberta. Depois de galgar um lance de escada, o cliente ainda encontra dez lugares em mesinhas para dois num mezanino com atmosfera romântica. Há também dez postos distribuídos em bancadas.

A charmosa trattoria foi aberta em maio do ano passado pelo cenógrafo Roberto Rebaudengo, que está há uma década no país. Antes de testar os dotes culinários, ele realizou trabalhos para empresas como a Nike e até uma ópera, Poranduba, de Edmundo Villani-Cortês, no Teatro São Pedro.

 

Testaroli ao pesto: massa triangular típica da Ligúria Clayton Vieira/Veja SP

Autodidata, Rebaudengo nunca fez curso de culinária. Aprendeu a cozinhar com os pais em Gênova, importante cidade portuária na Ligúria, de onde vem a maior parte das receitas. Seus primeiros testes como piloto do fogão começaram com jantares que ele vendia no Foodpass.

Deu tão certo que resolveu dar um passo maior e abrir o Lido com outros quatro sócios, entre eles o arquiteto croata Marko Brajovic, responsável pelo desenho do espaço, antes ocupado por uma loja de molduras, com um investimento de 600.000 reais.

Rebaudengo se sai bem em praticamente todo o cardápio. A única exceção é o tiramisu (R$ 24,00), que vem com biscoitos amolecidos e sem aquele gosto marcante de café, tão importante nesse pavê. Enquanto não se resolve esse detalhe, encerre a refeição com a torta caprese (R$ 22,00), um delicioso bolo de chocolate sem farinha na companhia de chantili. Para acompanhar, peça um café (R$ 16,00) feito na moka italiana.

Misto de frutos do mar: entrada com manjuba, baby lula e camarão Clayton Vieira/Veja SP

Antes, vá de farinata (R$ 28,00), um disco de massa de grão-de-bico com queijos gorgonzola ou stracchino. Também cai bem a porção de mexilhões num caldo delicado na companhia de uma caprichada focaccia feita na casa (R$ 46,00). Ainda na lista de entradas para partilhar, encanta o frito misto (R$ 46,00), uma combinação bem sequinha de manjuba, baby lula e camarão.

Típico da Ligúria, o testaroli (R$ 46,00) é uma massa triangular que passa pela chapa como uma panqueca para receber um pesto de sabor intenso, com manjericão, manjerona, pinhole mais vagem. Da Sicília, há um maccheroni alla norma (R$ 38,00), massa tubular curta ao molho de tomate com lâminas de berinjela e ricota defumada em fios por cima.

Gim-tônica: preparado com água tônica artesanal e xarope de quinino Clayton Vieira/Veja SP

Entre as sugestões do dia, pode aparecer o ravióli del plin recheado de radicchio e speck, um aparentado do presunto cru, num creme de nozes e gorgonzola que dá vontade de raspar o prato. Custa R$ 52,00.

Fã de drinques? Uma escolha sem erro é o gim-tônica (R$ 28,00), um dos melhores da cidade, preparado com água tônica artesanal, xarope de quinino (um segredinho bom), limão desidratado e o gim nacional de qualidade Amázzoni.

Fecha na terça (25).

Lido – Amici di Amici
Rua Fradique Coutinho, 282, Pinheiros, tel. 2384- 9839.
Das 19h às 0h; sexta e sábado até 1h; fecha domingo e segunda.
Clique aqui para saber todos os detalhes.

Continua após a publicidade

Avaliação: BOM (três estrelas)

Faixa de preço: $ (até 115,00)

Confira o cardápio:

Divulgação/Divulgação

 

 

 

 

 

 

Valeu pela visita! Para me seguir nas redes sociais, é só clicar em:
Facebook: Arnaldo Lorençato
Instagram: @alorencato
Twitter: @alorencato

Para enviar um email, escreva para arnaldo.lorencato@abril.com.br.

Caderno de receitas:
+ Fettuccine alfredo como se faz em Roma
+ O tiramisu original
+ O melhor petit gâteau do Brasil

 

Continua após a publicidade
Publicidade