Clique e assine por apenas 6,90/mês
Blog do Lorençato Por Arnaldo Lorençato O editor sênior Arnaldo Lorençato é crítico de restaurantes há 28 anos. De 1992 para cá, fez mais de 15 000 avaliações. Também é autor do Cozinha do Lorençato, um podcast de gastronomia, e do Lorençato em Casa, programa de receitas em vídeo. O jornalista leciona na Universidade Presbiteriana Mackenzie

Em Pinheiros, Costa Nova tem alma de tasca; confira a crítica

Restaurante é comandado pelo português Emanuel Marques, ex-maître do extinto Tartar&Co

Por Arnaldo Lorençato - 5 Oct 2018, 07h00

Estrela maior da cozinha de Portugal, o bacalhau em várias formas de preparo é uma das atrações do Costa Nova, endereço simples e com alma de tasca, em Pinheiros. Os pratos, de boa apresentação e ricos em tempero, têm uma vantagem extra: preços muito razoáveis.

Pagam-se R$ 58,00 pelo clássico lagareiro, que traz uma pequena posta de Gadus morrhua empanada, cebola dourada, batata ao murro, tomate confit, alho laminado e brócolis verdinho. O pescado dessalgado na medida aparece ainda na porção de bolinhos (R$ 25,00, dez unidades) e num ceviche (R$ 29,00), na realidade a punheta feita de lascas do pescado cru na emulsão de azeite e limão com um toque picante de pimenta dedo-de-moça e fios de cebola-roxa.

Outra boa pedida: lulas grelhadas com arroz colorido por brócolis Arnaldo Lorençato/Veja SP

São boa pedida também as lulas grelhadas na chapa, de ótima consistência, na companhia de um arroz colorido por brócolis (R$ 42,00). Para quem não quer opções do mar, vai bem o rojão à transmontana (R$ 36,00), nome dado à carne de porco confitada e servida junto de batata corada, couve em fios e laranja fresca. Perfeito para petiscar, o bolinho de alheira com cogumelo-de-paris é regado a molho tarê de vinagre balsâmico (R$ 26,00, cinco unidades).

De sobremesa, não pule a sericaia (R$ 12,00), doce alentejano que lembra um pudim de leite mais consistente. Na orquestração do novo endereço está o português Emanuel Marques, ex-maître do extinto Tartar&Co, que estreia como proprietário e é uma garantia de atendimento cordial.

Continua após a publicidade
Rojão à transmontana: opção sem frutos do mar, leva carne de porco confitada, batata corada, couve em fios e laranja fresca Arnaldo Lorençato/Veja SP

Avaliação: BOM (três estrelas)

Clique para conferir o cardápio:

Divulgação/Divulgação

 

Continua após a publicidade
Continua após a publicidade

 

Continua após a publicidade
Continua após a publicidade

 

Continua após a publicidade
Continua após a publicidade

 

Continua após a publicidade
Continua após a publicidade

 

Continua após a publicidade
Continua após a publicidade

 

Continua após a publicidade
Continua após a publicidade

 

Continua após a publicidade
Continua após a publicidade

Valeu pela visita! Volte sempre e deixe seu comentário. Aproveite para curtir minha página no Facebook e minhas postagens no Instagram. As novidades quentes aparecem também no meu Twitter.

Publicidade