Clique e Assine a partir de R$ 12,90/mês

Vingadores – Guerra Infinita

Tipos de Gêneros dramáticos: Ação, Aventura, Ficção científica
VejaSP:
  • Direção: Anthony Russo, Joe Russo
  • Duração: 149 minutos
  • Recomendação: 12 anos
  • País: Estados Unidos
  • Ano: 2018

Resenha por Miguel Barbieri Jr.

A Marvel virou uma franquia cinematográfica tão esperta que o desfecho de Vingadores — Guerra Infinita é tão arrasador e surpreendente, capaz de deixar os fãs salivando pela sequência, prometida para 2019. Isso tem um motivo: como os filmes dos super-heróis estão conectados, tem-se aqui a sensação de um fim de temporada de um seriado. A estratégia faz parte do espetáculo e, não à toa, atrai bilhões de espectadores. Embora sua meia hora final seja, de fato, um achado e há mortes inesperadas, o restante não sai do lugar-comum. Uma história simples faz reunir mais de uma dúzia de heróis para combater Thanos (Josh Brolin), o poderoso com gana de reunir os seis “cristais do infinito” para, assim, exterminar metade da humanidade. Todos marcam presença, alguns discretamente, caso do Capitão América (Chris Evans). A maior frustração: os personagens estão em núcleos separados e não se encontram. Enquanto Thor (Chris Hemsworth) se reúne com a turma de Guardiões da Galáxia, Doutor Estranho (Benedict Cumberbatch) pede ajuda a Tony Stark/Homem de Ferro (Robert Downey Jr.) e, por tabela, surge o jovem Homem-Aranha (Tom Holland). Parece que nem todos os atores tinham agenda disponível para filmar juntos. Sai ganhando, então, quem tem mais carisma e, neste quesito, ninguém bate Chris Pratt e seu vintage Peter Quill. Em meio a ação e efeitos visuais genéricos, resta o já habitual humor afiado dos roteiros da Marvel. Direção: Anthony e Joe Russo (Avengers: Infinity War, EUA, 2018, 149min). 12 anos. Estreou em 26/4/2018.