Clique e assine com até 89% de desconto

Sing – Quem Canta Seus Males Espanta

Tipos de Gêneros dramáticos: Comédia
VejaSP:

Resenha por Miguel Barbieri Jr.

O primeiro deslize de Sing — Quem Canta Seus Males é não cumprir o que promete. Pelo trailer, esperava-se uma história sobre um concurso de canto com bichos aos moldes dos programas The Voice e American Idol. Não é. A trama começa divertida e, sim, há uma audição para escolher os finalistas de uma apresentação musical. Concentra-se aí o melhor momento da animação, mais um longa-metragem da produtora Illumination, a mesma que, neste mesmo ano, lançou o fofo Pets. Quando os candidatos são escolhidos, o roteiro roda em círculos até culminar num espetáculo longuíssimo e, vale o aviso, aborrecido para a criançada. Outro problema está nos personagens. Ao contrário de Pets, nenhum deles tem carisma. Há uma jovem elefanta insegura, um gorila ladrão, uma porca atarefada, um rato blasé… Para piorar, o produtor do show, um coala falido, vive de rolos. As canções são boas, mas fica difícil torcer por calouros tão irritantes. Estreou em 22/12/2016.

    info
  • Direção: Garth Jennings
  • Duração: 108 minutos
  • País: Eua/Japão
  • Ano: 2016
Comentários

Olá,

* A Abril não detém qualquer responsabilidade sobre os comentários postados abaixo, sendo certo que tais comentários não representam a opinião da Abril. Referidos comentários são de integral e exclusiva responsabilidade dos usuários que escreveram os respectivos comentários.

  1. Cristiano Pinhatt

    O pessoal da veja não sabe nem limpar a bunda sem criticar o rolo de papel higiênico e acha que tem moral pra escrever uma critica dessa, o cara que escreveu isso nem deve ter visto os trailers do filme, pior ainda nem deve gostar de animações,demite ele e contrata um macaco que consegue escrever uma critica melhor.