Salve os Tapajós

VejaSP
starsstarsstarsstarsstars

Sobre um dos viadutos da Avenida Nove de Julho, a 300 metros da famosa lanchonete Estadão, vê-se a imagem de uma menina indígena na lateral de um prédio. Ela é a protagonista de Salve os Tapajós, mural criado em 2016 pela paulistana Simone Sapienza, a siss. A obra, custeada pelo Greenpeace, tem 37 metros de altura por 12 de largura. Quando finalizada, ganhou a frase: “Achei o último igarapé dentro do meu coração e nele lavei a minha alma”, que nasceu do encontro da artista com um indígena da etnia mundurucu. Edifício Santo Antônio. Rua Santo Antônio, 436, República.

 

Comentários
Deixe um comentário

Olá,

* A Abril não detém qualquer responsabilidade sobre os comentários postados abaixo, sendo certo que tais comentários não representam a opinião da Abril. Referidos comentários são de integral e exclusiva responsabilidade dos usuários que escreveram os respectivos comentários.

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google

Você está comentando utilizando sua conta Google. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s