Clique e Assine a partir de R$ 12,90/mês

Que Viva Eisenstein! – 10 Dias que Abalaram o México

Tipos de Gêneros dramáticos: Comédia dramática
VejaSP:
  • Direção: Peter Greenaway
  • Duração: 105 minutos
  • Recomendação: 18 anos
  • País: Holanda/ França/Bélgica/Finlândia
  • Ano: 2015

Resenha por Miguel Barbieri Jr.

Em 1931, o russo Sergei Eisenstein (papel de Elmer Bäck) chegou a Guanajuato, no México, depois de virar uma celebridade cinematográfica por causa de seus três filmes, A Greve, O Encouraçado Potemkin e Outubro. Patrocinado por comunistas americanos, encantados com seu talento, o diretor desembarcou para filmar Que Viva México!. A partir daí, o cineasta Peter Greenaway imaginou como teria sido sua estada na comédia Que Viva Eisenstein! — 10 Dias que Abalaram o México. Visto como um adulto mimado, egocêntrico e dado a extravagâncias, Eisenstein (1898-1948) se aproximou além da conta de seu guia local, Palomino Cañedo (Luis Alberti), um homem casado e pai de família que, percebendo a fragilidade afetiva do visitante, o seduziu. Vanguardista, Greenaway mistura registros reais numa trama de montagem ágil e sequências sexualmente pesadas. Trata-se de um trabalho autoral, transgressor, debochado e sem a intenção de ser legitimamente biográfico e, por tudo isso, causou sério desconforto na Rússia. Estreou em 21/1/2016.