Paulo Bruscky

VejaSP
starsstarsstarsstarsstars

Resenha por Julia Flamingo

Um dos maiores nomes performáticos do país, Bruscky defende a ideia de que a vida e a arte andam sempre juntas. No trabalho Bom Dia, o artista estourou um tubo de serpentina em um quadro coberto por cola. A ação compara performers com foliões: ambos criam personagens e linguagens a fim de quebrar conceitos. O público participa estalando biribinhas na parede da galeria. O pioneiro da arte-comunicação fazia circular suas ideias por serviços de cartas, anúncios de jornais e xerox. Em Xeroperformance, os visitantes são convidados a combinar adereços na fotocopiadora para criar os próprios trabalhos. Nos últimos cinquenta anos, ele vem questionando a função da arte. Em Poema Amassado, qualquer pessoa pode virar criador ao amarrotar páginas de jornais e revistas e contribuir para o monte de papéis. Até 29/7/2017.

Comentários
Deixe um comentário

Olá, ( log out )

* A Abril não detém qualquer responsabilidade sobre os comentários postados abaixo, sendo certo que tais comentários não representam a opinião da Abril. Referidos comentários são de integral e exclusiva responsabilidade dos usuários que escreveram os respectivos comentários.

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s