Mulheres Africanas – A Rede Invisível

VejaSP:
  • Direção: Carlos Nascimbeni
  • Duração: 80 minutos
  • Recomendação: 12 anos
  • País: Brasil
  • Ano: 2013

Resenha por Miguel Barbieri Jr.

Nota-se um esforço de produção no documentário. Moçambique, Tanzânia, Gana e África do Sul foram os países visitados pelo diretor na intenção de enfocar o avanço da mulher no continente africano. Entre as entrevistadas estão Luísa Diogo, ex-primeira-ministra de Moçambique, Nadine Gordimer, a sulafricana vencedora do Nobel de Literatura, e a ativista Leymah Gbowee, Nobel da Paz. Vêm desta última as declarações mais estarrecedoras ao relembrar as atrocidades cometidas pelo governo da Libéria entre 1989 e 2003. Há ainda um ou outro depoimento surpreendente. Entre eles, o diretor opta, pretensiosamente, por fazer um “ensaio” africano mostrando desde rituais arcaicos até metrópoles agitadas, como Dar Es Salaam, capital da Tanzânia. Ou seja: perde-se o foco das mulheres para ir atrás de imagens que pouco (ou nada) acrescentam ao tema principal. Estreou em 08/03/2013.

Essa é uma matéria fechada para assinantes.
Se você já é assinante clique aqui para ter acesso a esse e outros conteúdos de jornalismo de qualidade.

Para curtir o melhor de São Paulo!
Receba VEJA e VEJA SP impressas e tenha acesso digital a todos os títulos Abril.
Impressa + Digital no App
Impressa + Digital
Impressa + Digital no App

Informação de qualidade e confiável, a apenas um clique.

Assinando Veja você recebe semanalmente Veja SP* e tem acesso ilimitado ao site e às edições digitais nos aplicativos de Veja, Veja SP, Veja Rio, Veja Saúde, Claudia, Superinteressante, Quatro Rodas, Você SA e Você RH.
*Para assinantes da cidade de São Paulo

a partir de R$ 39,90/mês

PARABÉNS! Você já pode ler essa matéria grátis.
Fechar

Não vá embora sem ler essa matéria!
Assista um anúncio e leia grátis
CLIQUE AQUI.