Histórias Afro-Atlânticas

VejaSP
starsstarsstarsstarsstars

Resenha por Tatiane de Assis

Bend Skin (à dir.; 2017), do camaronês pascale Marthine Tayou, é uma das obras de Histórias Afro-Atlânticas. A mostra se divide entre o instituto Tomie ohtake e o Masp, onde está a maior e a mais representativa parte do conjunto. A curadoria sublinha o impacto da escravidão de homens e mulheres negros. No Masp, a violência desse processo encontra ecos em peças antigas, como a tapeçaria Os Dois Touros, do século XVII, e outras contemporâneas, caso do vídeo Intervenção no Rio: Como Sobreviver a uma Abordagem Indevida, de autoria de Ad Júnior, Edu Carvalho e Spartakus.

Comentários
Deixe um comentário

Olá, ( log out )

* A Abril não detém qualquer responsabilidade sobre os comentários postados abaixo, sendo certo que tais comentários não representam a opinião da Abril. Referidos comentários são de integral e exclusiva responsabilidade dos usuários que escreveram os respectivos comentários.

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s