É Apenas o Fim do Mundo

Tipos de Gêneros dramáticos: Drama
VejaSP
starsstarsstarsstarsstars

Resenha por Miguel Barbieri Jr.

De Eu Matei Minha Mãe (2009) a Mommy (2014), o diretor canadense Xavier Dolan foca famílias disfuncionais e seus conflitos carregados de traumas e discussões acaloradas. Não é diferente em É Apenas o Fim do Mundo, vencedor do Grande Prêmio do Júri no Festival de Cannes. O realizador, mais apurado a cada trabalho, traz à cena o drama de Louis (Gaspard Ulliel). Homossexual com uma doença fatal, ele regressa à cidade natal para dar a triste notícia à mãe (Nathalie Baye), ao irmão mais velho (Vincent Cassel) e à irmã (Léa Seydoux). Mas só a cunhada (Marion Cotillard) parece ter sensibilidade para entendê-lo. Dolan cria um clima intenso e claustrofóbico, entre quatro paredes, para “vomitar” ressentimentos em diálogos longos. Trata-se, é claro, de uma forma de expressão de mão dupla: admirar ou desprezar seu filme faz parte do pacto (ou não) com a plateia. Estreou em 24/11/2016.

    info
  • Direção: Xavier Dolan
  • Duração: 97 minutos
  • Recomendação: 14 anos
  • País: Canadá/França
  • Ano: 2016
Comentários
Deixe um comentário

Olá,

* A Abril não detém qualquer responsabilidade sobre os comentários postados abaixo, sendo certo que tais comentários não representam a opinião da Abril. Referidos comentários são de integral e exclusiva responsabilidade dos usuários que escreveram os respectivos comentários.

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google

Você está comentando utilizando sua conta Google. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s