Clique e assine por apenas 6,90/mês

Dilili em Paris

Tipos de Gêneros dramáticos: Animação
VejaSP:

Resenha por Miguel Barbieri Jr.

O francês Michel Ocelot tem longa carreira na animação em trabalhos como Kiriku e a Feiticeira (1998). Em Dilili em Paris, o diretor retoma o requinte visual numa fusão da fotografia com o desenho animado. Os traços e as cores, contudo, reproduzem a Belle Époque com beleza acachapante. Dilili é uma órfã negra da Nova Caledônia, criada por uma condessa em Paris. Ao contrário do que pensa a maioria, sobretudo pelo preconceito contra sua cor de pele, a menina é escolarizada e aberta ao aprendizado. Ao ficar amiga de um entregador, Dilili vai investigar o sumiço de garotas. Com toques feministas e antirracistas, Ocelot constrói um roteiro didático para apresentar personagens verídicos, como o escultor Rodin, o pintor Toulouse-Lautrec e o escritor Marcel Proust. O saldo é uma trama ingênua para os adultos e, na versão dublada, indicada a crianças com conhecimento prévio dessas celebridades das artes. Direção: Michel Ocelot (Dilili à Paris, França/Bélgica/Alemanha, 2018, 95min). 10 anos. Estreou em 13/2/2020.

    info
  • Direção: Michel Ocelot
  • Duração: 95 minutos
  • Recomendação: 10 anos
  • País: França, Bélgica, Alemanha
  • Ano: 2018
Comentários

Olá,

* A Abril não detém qualquer responsabilidade sobre os comentários postados abaixo, sendo certo que tais comentários não representam a opinião da Abril. Referidos comentários são de integral e exclusiva responsabilidade dos usuários que escreveram os respectivos comentários.