Ballet Stagium – Coisas do Brasil

Tipos de Gêneros dramáticos: Dança
VejaSP
starsstarsstarsstarsstars

Apesar das dificuldades, o paulistano Ballet Stagium segue firme na ativa há quase cinco décadas. Grande parte das coreografias do grupo, muitas vezes a partir de um viés crítico, tem foco na história e na cultura nacionais. Coisas do Brasil, que completou quarenta anos em 2019, é um prato cheio nesse sentido. Com coreografia de Décio Otero e direção de sua mulher, Marika Gidali, a peça para quinze bailarinos recapitula a trajetória do país, desde os índios e a colonização portuguesa, explorando a dicotomia entre dominador e dominado. Aparecem em cena a influência europeia na dança e a arte criada pelos escravos (50min). Livre. Dias 23, 24 e 25/1, 20h; 26/1, 18h.

    info
  • Direção: Marika Gidali
  • Duração: 50 minutos
  • Recomendação: Livre
Comentários
Deixe um comentário

Olá,

* A Abril não detém qualquer responsabilidade sobre os comentários postados abaixo, sendo certo que tais comentários não representam a opinião da Abril. Referidos comentários são de integral e exclusiva responsabilidade dos usuários que escreveram os respectivos comentários.

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google

Você está comentando utilizando sua conta Google. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s