Azougue Nazaré

Tipos de Gêneros dramáticos: Drama
VejaSP
starsstarsstarsstarsstars

Resenha por Dirceu Alves Jr.

Tiago Melo é produtor de filmes expressivos, como Aquarius, Boi Neon, Bacurau e Divino Amor. Essa credencial desperta curiosidade em torno de Azougue Nazaré, sua estreia na direção, mas inegavelmente também decepciona. A cidade de Nazaré da Mata, no interior pernambucano, é o microcosmo de embates entre diversos personagens. O maracatu, ritmo de origem africana que embala parte dos moradores, é atacado como representação do diabo no processo de evangelização imposto pelo pastor local (Mestre Barachinha). A religiosa Darlene (Joana Gatis), por exemplo, se opõe ao marido, Catita (Valmir do Côco), que espera ansioso o Carnaval. Em meio a isso, estranhos acontecimentos tumultuam a comunidade. A fotografia de Gustavo Pessoa transmite pulsão, mas o roteiro se mantém hermético demais, sem definir se o filme se firma como um registro sobre expressões da cultura popular ou uma trama de mistério, que é desenhada, porém não ganha destaque (Brasil, 2018, 82min). 16 anos.

    info
  • Direção: Tiago Melo
  • Duração: 82 minutos
  • Recomendação: 16 anos
  • País: Brasil
  • Ano: 2018
Comentários
Deixe um comentário

Olá,

* A Abril não detém qualquer responsabilidade sobre os comentários postados abaixo, sendo certo que tais comentários não representam a opinião da Abril. Referidos comentários são de integral e exclusiva responsabilidade dos usuários que escreveram os respectivos comentários.

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google

Você está comentando utilizando sua conta Google. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s