Bebidas

Vinho em taça com preços amigos para curtir nos wine-bars

Selecionamos opções bacanas para quem quer provar a bebida em diferentes bares da cidade

Por: Marcelo Cobra - Atualizado em

Bardega
Uma das máquinas Enomatic do Bardega: sistema de autoatendimento (Foto: Mario Rodrigues)

Bares dedicados ao vinho não param de pipocar pela cidade. Nos últimos anos, abriram casas bacanas como o Bardega, no Itaim, e o Wine Bar La Table, que funciona no interior do restaurante La Table Enogastronomia.

Em comum, todos reúnem uma boa oferta de vinhos em taça, ideal para quem quer explorar o universo de Baco e provar mais de um rótulo na mesma noite. Outra vantagem é que a seleção costuma incluir opções com boa relação de custo e qualidade.

+ Bares com clima romântico para ir a dois

Abaixo, confira dicas certeiras do que beber em cada um desses endereços:

Bardega: atrai pela vasta oferta de vinhos em taça, a maior do gênero na cidade. São 110 sugestões, selecionadas em 21 importadoras. Noventa e seis delas ficam armazenadas em doze máquinas italianas Enomatic, que conservam as garrafas abertas sem alterar a bebida. Lá, a bebida pode ser provada em três dosagens: 30, 60 e 120 mililitros. Da divisão nacional, mire no Salton Desejo Merlot 2008.

Enoteca Decanter
Enoteca Decanter: serviço conduzido por Barbarita Cacegliero (Foto: Ligia Skowronski)

Enoteca Decanter:  o serviço é feito com amabilidade pela venezuelana Barbarita Cacegliero, que sugere taças como a do branco espanhol José Pariente Verdejo 2010. "Tem acidez equilibrada, frescor e presença marcante de frutas verdes no aroma", elogia a sommelière. Outra dica certeira é a do rosé francês Terra Amata Côtes de Provence 2011. Quem não dispensa um tinto pode optar pelo Luis Cañas Crianza 2009, eleito em 2012 pela revista Wine Advocate o melhor vinho do mundo por sua boa relação de qualidade e preço.

Wine Bar La Table: oferece dois diferenciais bacanas. Para quem quiser degustar diferentes rótulos, há a opção de provar quatro taças de 25 mililitros. Como a seleção de garrafas muda pelo menos duas vezes por mês, investigue uma das 400 opções do acervo da loja Mondo di Vino, onde funciona o bar. Os rótulos, aliás, são servidos pelo mesmo valor da gôndola da loja. Há, entre eles, o argentino branco Las Perdices Viognier 2010, o espanhol rosé De Castas Rosado 2011 e o francês de sobremesa Château Des Compères 2007.

Fonte: VEJA SÃO PAULO