Criminalidade

Polícia apreende suspeitos de tentar roubar humorista do "Pânico na Band"

Márvio Lúcio, o “Carioca”, foi abordado por um homem com um fuzil na Avenida Giovanni Gronchi, no Morumbi, na última sexta (10)

Por: Veja São Paulo

Fuzil
No Morumbi: suspeitos caminhavam com a arma quando foram abordados por policiais (Foto: Oslaim Brito)

A Polícia Militar conseguiu apreender na tarde desta terça (14) dois suspeitos de tentar assaltar Márvio Lúcio, o “Carioca” do programa Pânico na Band. Com o homem e o menor, os policiais encontraram o fuzil que pode ter sido utilizado na abordagem ao humorista, na manhã da última de sexta (10), na Avenida Giovanni Gronchi, no Morumbi.

Após o caso com Carioca, policiais foram até a região e, com o auxilio de imagens de câmeras de segurança, conseguiram identificar os suspeitos. Por volta das 16h desta terça (14), oficiais em patrulhamento pela região encontraram os dois na Rua José Dias da Costa, perto da Avenida Giovanni Gronchi, quando caminhavam com a arma, provavelmente, para praticar outro assalto.

+ Polícia Civil divulga retrato falado de suspeito de estupro

Segundo a Polícia Militar, os suspeitos são moradores do Jardim Colombo. Eles foram encaminhados para o 89º Distrito Policial. Carioca será convocado para fazer a identificação.

Caso

Na manhã da última sexta (10), o humorista Márvio Lúcio relatou ter sofrido uma tentativa de assalto na Avenida Giovanni Gronchi, no Morumbi. Em entrevista ao Morning Show, da Rádio Jovem Pan, ele disse que seu carro foi parado por um homem que portava um fuzil.

carioca
Carioca: humorista sofreu tentativa de assalto na Giovanni Gronchi (Foto: Reprodução Facebook)

"Inadmissível. Os caras meteram fuzil no meio da rua, eu dei ré e me afastei. Meteram o fuzil na minha cara. A que ponto chegamos", disse o apresentador, que afirmou ter o carro blindado por medida de segurança. 

+ Confira as principais notícias da cidade

“Nós estamos a dois quilômetros do Palácio do Governo. Sou do Rio de Janeiro e o Rio já viveu várias situações absurdas de violência. Agora fuzil no meio da rua?”, completou o humorista, que estava a caminho da TV Bandeirantes para uma gravação.

Fonte: VEJA SÃO PAULO