Crise hídrica

São Paulo vai tratar água de esgoto para consumo

Estações serão instaladas nos sistemas Guarapiranga e Alto Tietê e devem ser entregues apenas em dezembro de 2015

Por: Veja São Paulo

Alckmin
Geraldo Alckmin (PSDB) quer reaproveitar água de esgoto (Foto: Zanone Fraissat/Folhapress)

O governador Geraldo Alckmin anunciou nesta quarta-feira (5) a construção de duas estações capazes de transformar esgoto em água para consumo. Os dejetos passam por um processo que os transforma em água de reúso. Depois disso, a produção será lançada nas bacias dos sistemas Guarapiranga e Alto Cotia.,

+ Mesmo com chuvas, nível do Cantareira volta a cair

De acordo com o governador, será possível gerar dois metros cúbicos por segundo de água de reúso no Guarapiranga. "Teremos esse valor a mais sendo devolvido ao Guarapiranga independentemente de chuva", disse ele. A outra estação será feita na região do Rio Cotia e terá capacidade de produção de 1 metro cúbico por segundo. "Cada metro cúbico de água é suficiente para abastecer 300 000 pessoas." As estações estão em projeto e têm previsão de entrega para dezembro de 2015.

+ Com obra atrasada, trem para Cumbica só sai em 2016

Alckmin também anunciou a construção de 29 reservatórios que aumentarão em 10% a capacidade de reserva de água tratada na região metropolitana. O governador revelou ainda que a Sabesp vai aumentar a água transferida da Represa Billings para o Sistema Guarapiranga. O volume repassado passará dos atuais dois metros cúbicos para quatro metros cúbicos por segundo. Para isso, foi reduzido há um mês o volume de água enviada da Billings para a usina hidrelétrica do litoral.

+ Confira as últimas notícias

As medidas de reforço nos demais sistemas de abastecimento da região metropolitana têm como objetivo diminuir a demanda sobre o Sistema Cantareira. Hoje, 2,3 milhões de clientes deste último são atendidos pelo Guarapiranga e Alto Tietê. (Com Estadão Conteúdo)

Fonte: VEJA SÃO PAULO