Política

Datafolha aponta liderança de Russomanno na disputa pela prefeitura

Pesquisa indica que o candidato tem 25% das intenções de voto; Fernando Haddad (PT) aparece em quarto lugar, atrás de Marta Suplicy (PMDB) e Luiza Erundina (PSOL) 

Por: Estadão Conteúdo - Atualizado em

Celso Russomano
Russomano está na liderança da disputa pela prefeitura, diz Datafolha (Foto: Ernestro Rodrigues)

O deputado federal Celso Russomanno (PRB) lidera a disputa pela Prefeitura de São Paulo, de acordo com pesquisa Datafolha divulgada nesta sexta-feira (15). Se a eleição fosse hoje, ele teria 25% das intenções de voto. Na sequência aparecem Marta Suplicy (PMDB), com 16%; Luiza Erundina (PSOL), com 10%; Fernando Haddad (PT), com 8%; João Doria (PSDB) com 6% e Marco Feliciano (PSC), com 4%. A margem de erro do levantamento é de três pontos porcentuais, para mais ou para menos. Essa é a segunda pesquisa Datafolha que o candidato do PRB aparece na frente da corrida eleitoral. 

+ As "pegadinhas" da gestão Fernando Haddad

Sem a participação de Russomanno, a ex-prefeita Marta Suplicy aparece como favorita com 21% das intenções de votos, seguida por Erundina (13%), Haddad (11%), Doria (7%) e Marco Feliciano (5%). Neste caso, Andrea Matarazzo, do PSD, também estaria entre os mais votados, com 5% do eleitorado.

+ Moradores se unem para evitar corte de mais de 50 árvores nos Jardins

Segundo turno

Russomanno também sai vitorioso em todas as simulações de segundo turno feitas pelo Datafolha. Contra Marta Suplicy, a vitória seria por 48% a 31% dos votos. Contra Erundina, a diferença seria maior: 54% a 29%. Russomanno também venceria Haddad (58% a 19%) e Doria (58% a 18%).

+ Frente fria traz umidade e queda de temperatura no fim de semana

Sem Russomanno no segundo turno, a vantagem seria da ex-prefeita Marta Suplicy. Contra a também ex-prefeita Erundina, a peemedebista venceria por 39% a 33% da intenção dos votos. Contra Haddad, a vitória seria por 44% a 24%. Contra Doria, a vantagem está em 48% a 24%.Erundina, por sua vez, venceria o atual prefeito de São Paulo, Fernando Haddad, por 42% a 25%. Contra Doria, a vitória seria de 44% a 24%.

Em um décimo cenário cogitado, na disputa de segundo turno entre Doria e Haddad, a vitória seria do novato em eleições, por 34% contra 30% de Haddad.

+ Confira as últimas notícias

Rejeição

A derrota de Haddad em todos os cenários cogitados para segundo turno reflete o nível de rejeição ao nome do atual prefeito. Segundo o Datafolha, 45% dos entrevistados disseram que não votariam em Haddad de maneira alguma. Feliciano, com 32%, e Marta Suplicy, com 31%, também aparecem entre os mais rejeitados pelos paulistanos. Na sequência aparecem Erundina (24%), Russomano (22%), Doria (19%) e Matarazzo (14%).

Fonte: VEJA SÃO PAULO