Polícia

Presos acusados de assassinar o empresário Alessandro Altobelli

A vítima era sócia do chef Olivier Anquier. Vitor Martins de Lima e Samuel Vieira Ribeiro responderão também pelo assassinato de um policial militar

Por: Veja São Paulo - Atualizado em

altobelli11
Anquier e Altobelli: parceiros de longa data em foto de 2009 (Foto: Felipe Redondo/ Folha Press Dinheiro)

Dois suspeitos de envolvimento na morte do empresário italiano da área gastronômica Alessandro Altobelli foram presos após três meses de investigação de equipes da Divisão de Homicídios do Departamento Estadual de Homicídios e de Proteção à Pessoa (DHPP). Vitor Martins de Lima, de 19 anos, e Samuel Vieira Ribeiro, de 34 anos, foram detidos na última quarta (3). O crime ocorreu em fevereiro no bairro do Morumbi, na Zona Sul da capital.

+ Olivier Anquier dá depoimento emocionado sobre Alessandro Altobelli

Além deste episódio, os suspeitos também são acusados de atropelar e matar o policial militar Geraldo Wolney Siqueira durante bloqueio também no Morumbi, em 17 de março, nas proximidades do Jockey Club. Renan Moura Cardoso, de 22 anos, é o terceiro acusado de envolvimento neste segundo crime e também foi preso. 

O três tiveram sua prisão preventiva decretada e fazem parte de uma quadrilha, com cerca de quinze assaltantes, especializada em roubo de mansões.

Outro suspeito de envolvimento na morte de Altobelli já foi identificado.

+ Família de quíntuplos procura casa para morar temporariamente na capital

Entenda o caso

Em 27 de fevereiro, quatro suspeitos de roubar residências foram perseguidos por policiais da Rota no bairro do Butantã. Ao abandonarem o veículo em que fugiam, um Hyundai i30 roubado, os criminosos abriram fogo contra dois carros, um deles o Jaguar onde estava Altobelli. O outro condutor sobreviveu ao incidente.

+ Gloria Vanique anuncia gravidez durante telejornal

A perseguição teve fim no bairro do Morumbi, onde um dos criminosos foi baleado e não resistiu aos ferimentos. Altobelli foi um importante empresário da gastronomia paulistana e sócio do chef Olivier Anquier. O italiano esteve associado a inúmeros negócios, entre eles o Azucar e o Bistrô L’Entrecôte d’Olivier.

(Com Estadão Conteúdo)

Fonte: VEJA SÃO PAULO