Roteiro

Peixarias finas ganham espaço em bares e restaurantes

Conheça quatro endereços que preparam na hora os pescados e frutos do mar frescos ou embalam para levar

Por: Sophia Braun - Atualizado em

A Peixaria
Ivan dos Santos: responsável pela gôndola refrigerada (Foto: Mario Rodrigues)

Aonde você iria para comprar um peixe fresco? Ou quem sabe uma porção de camarões graúdos? Há quem acorde cedo para garimpar nos pavilhões do Ceasa, outros preferem a praticidade do supermercado ou da feira. Com uma proposta criativa e inusitada, um novo modelo de peixaria está pipocando na cidade.

São lojas especializadas em pescados que também funcionam como restaurante, bar e até rotisseria — e vice-versa. Aberta em Moema há um ano, A Peixaria propõe um modelo de cardápio nada convencional. Diante de uma bancada repleta de peixes e frutos do mar, os clientes escolhem a matéria-prima que será usada no preparo dos pratos, para serem saboreados ali mesmo, ou embalada para viagem.

Peixaria Bar e Venda
Peixaria: lojinha na parte da frente do bar (Foto: Mario Rodrigues)

O quase homônimo Peixaria Bar e Venda, na Vila Madalena, adota um esquema parecido. Recém-inaugurado, funciona em dias de semana das 9h às 18h apenas vendendo peixes. Deste horário em diante, entra em cartaz um extenso cardápio de inspiração praiana, que chega às mesas acompanhando drinques e cervejas. Aos sábados e domingos, porém, é possível trocar as sugestões fixas por um pescado selecionado diretamente na peixaria. “Nós cobramos 40% do preço do produto para prepará-lo na hora”, diz o gerente Deni Wanderson. 

Esse valor sobe para 50% na OceanSix, em Moema, loja especializada em peixes e frutos do mar. Embora as pedidas não possam ser consumidas no local, o sócio Marcelo Nonaka assa, grelha e frita todas as sugestões frescas. “Quem desejar, pode levar para casa os pratos prontos para serem servidos”, explica. Feirante por mais de trinta anos, Nonaka contou com a assessoria do chef Alex Atala para abrir o negócio, em agosto do ano passado. “Fui um dos primeiros fornecedores do D.O.M.”, lembra.

Ostras do Mercadão: com ovas de peixe, limão, geleia de pimenta, vinagrete e manga
Casa das Ostras: prepara na hora qualquer item da peixaria (Foto: Sophia Braun)

Em clima bem informal, também é possível experimentar ostras dentro do Mercado Municipal. De tanto abrir as conchas vindas de Santa Catarina e Cananéia em cima da bancada, os donos da Ki-Peixe compraram o box em frente para servir de lanchonete. Assim surgiu a Casa das Ostras, no fim de 2011. Quem não é fã do molusco e quiser variar do sanduíche de mortadela, pode solicitar qualquer item da peixaria para ser preparado na hora, mediante uma taxa de até R$ 35,00.

Fonte: VEJA SÃO PAULO