Perfil

Maestro Renato Misiuk, sucesso nos casamentos de famosos

Com repertório que mescla música clássica a hits de FM, ele diz que chega a cobrar 18 000 reais por apresentação

Por: Ricky Hiraoka

Maestro Renato Misiuk
Misiuk: os cachês chegam a 18 000 reais (Foto: Lucas Lima)

Interpretar peças de Villa-Lobos, Bach e outros bambambãs da música clássica junto a uma orquestra é o sonho de todo instrumentista erudito. Como trompetista da Sinfônica Municipal, Renato Misiuk executou esse repertório inúmeras vezes em quase duas décadas de carreira. Mas ele acabou se realizando profissionalmente e financeiramente num outro tipo de palco. Em 2004, abandonou o trompete para se tornar maestro e comandar seu próprio conjunto, o Allegro, responsável por uma mistura de canções capaz de fazer Beethoven se revirar no caixão. Misiuk conduz noivas ao altar ao som de hits como Viva la Vida, do Coldplay, e A Thousand Years (Christina Perri), um dos temas da Saga Crepúsculo, incrementados por arranjos orquestrais. “Os casais querem celebrar ouvindo seus temas de amor e hits populares, então ofereço isso a eles”, explica. Lembra-se até hoje de ter recusado apenas uma solicitação de um cliente. “Certa vez, pediram-me para tocar na igreja o hino do Corinthians, mas não topei. Achei que era contra a liturgia católica”, diz ele, que chega a cobrar 18 000 reais por apresentação. O cachê máximo inclui o maestro, 25 músicos e 35 coristas. Fora da cidade, o preço duplica.

+ Confira as novidades do Terraço Paulistano

Festa de 50 anos da Xuxa
Maestro comanda a orquestra no aniversário da apresentadora Xuxa em maio de 2013 (Foto: Samuel Chaves/Photopress)

Os negócios ganharam um impulso decisivo em 2006, quando a Allegro foi contratada para o casamento de Luciana Gimenez com Marcelo de Carvalho, dono da Rede TV!. A apresentadora entrou ao som da Marcha Nupcial, de Mendelssohn, enquanto o empresário fez uma aparição mais cinematográfica, digamos, com Clarins de Roma, da trilha do filme O Candelabro Italiano. Carvalho gostou tanto de Misiuk que, um ano depois, o convocou para celebrar o aniversário da união e acordar a mulher com uma serenata. Depois disso, choveram convites para embalar outras cerimônias badaladas. No segundo semestre de 2012 ele animou o casamento da blogueira Lala Rudge com o empresário Luigi Cardoso, o do apresentador Tiago Leifert e Daiana Garbin, e o de Joesley Batista, dono da holding que controla o maior frigorífico do mundo, o JBS, e Ticiana Villas Boas. Sua reputação chegou à TV, e ele participou nos últimos tempos de vários programas, entre eles Domingão do Faustão, Hebe e Todo Seu, de Ronnie Von. “Fiquei famoso. Sou um ícone no prédio onde moro, em Moema”, gaba-se. “Muitos colegas gostariam de ter a minha visibilidade.”

+ 460 programas para fazer em São Paulo antes de morrer

Aguinaldo Rayol e Renato Misiuk na missa de sétimo dia da apresentadora Hebe
Aguinaldo Rayol e Renato Misiuk na missa de sétimo dia da apresentadora Hebe (Foto: Iwi Onodera)

Para escandalizar ainda mais os puristas, em 2010 lançou o grupo Groove Allegro em parceria com o DJ Claudio Ramiro. Eles adaptam samba, rock e outros estilos ao formato. We Found Love, de Rihanna, ganhou versão com violinos, surdo e tamborim. Ilariê, da Xuxa, em roupagem sinfônica, animou o aniversário de 50 anos da loira em maio passado, no Hotel Unique, nos Jardins, com vocais de Ivete Sangalo. A decisão de trocar os teatros pelos casórios veio de sua experiência na adolescência. “Tocava em matrimônios para complementar minha renda”, conta. Hoje, alguns instrumentistas da Sinfônica Municipal trabalham como freelancers na Allegro com o mesmo objetivo. A cada mês, a empresa de Misiuk contabiliza cerca de trinta eventos e fatura aproximadamente 80 000 reais. No início, conta que foi alvo de críticas dos antigos companheiros. “Falavam que eu tinha descidoao segundo escalão”, lembra. Com o tempo, até os mais implacáveis se renderam. “Ele sabe tirar proveito dessa relação descontraída entre popular e erudito”, elogia Júlio Medaglia, maestro e apresentador do programa Fim da Tarde, na Rádio Cultura FM.

+ Dona do Spa Hara assume calote: "Sou falida, sim. Golpista, nunca"

Casamento da jornalista Ticiana Villas Boas e do empresário Joesley Batista
Casamento da jornalista Ticiana Villas Boas e do empresário Joesley Batista (Foto: Manuela Scarpa)

Seus fãs no mundo pop compartilham a mesma opinião. “O trabalho do Renato ajuda a renovar o público dos concertos”, entende Agnaldo Rayol, que cantou ao lado da orquestra na missa de sétimo dia de Hebe Camargo, em outubro de 2012. A arquiteta Bya Barros faz uma campanha no Facebook para que a Groove Allegro esteja na abertura da Copa do Mundo. “Prefiro o maestro a um bando de gente fantasiada de índio e baianas rodando no gramado”, opina.

Fonte: VEJA SÃO PAULO