Comidinhas

Kopenhagen abre loja-conceito de 5 milhões de reais nos Jardins

Flagship da marca de chocolates será aberta na sexta (13) no mesmo imóvel onde funcionou a sorveteria Häagen-Dazs

Por: Sophia Braun - Atualizado em

Kopenhagen - Flagship
Kopenhagen: loja-conceito na Rua Oscar Freire (Foto: Sophia Braun)

Quando fechou as portas em feverereiro, a sorveteria Häagen-Dazs deixou vago um dos pontos mais badalados dos Jardins. Pouco mais de seis meses depois, a esquina das ruas Oscar Freire e Bela Cintra volta à ativa com uma loja-conceito da Kopenhagen. A flagship da marca de chocolates será inaugurada na sexta (13). 

A novidade celebra os 85 anos da primeira produção de guloseimas, ainda na casa dos fundadores, Anna e David Kopenhagen. A primeira loja só seria aberta em 1929, no centro, um ano depois de o casal começar a fabricar doces para vender.

+ Conheça Celso Ricardo de Moraes, responsável pelo sucesso da Kopenhagen

Kopenhagen - Flagship
Os macarons: clássicos da marca em nova roupagem (Foto: Sophia Braun)

Para montar o espaço, foram investidos cerca de 5 milhões de reais, entre escolha do ponto e reforma, com projeto arquiteto Ladislau Lapos. Estão inclusos nessa soma mimos como um aromatizador de ambiente com cheiro de chocolate e um sistema de som que interage com os clientes instigando-os a provar as guloseimas. O uniforme dos funcionários é assinado pelo estilista Lorenzo Merlino.     

Apenas na flagship, haverá uma linha de presentes composta, por exemplo, de caixas forradas de couro (R$ 199,90; 310 gramas) e taças de vidro (R$ 72,50; 140 gramas) recheadas de chocolates. Outras exclusividades da primeira loja-conceito são os macarons (R$ 45,00 cada 100 gramas), em sabores como lajotinha e nhá-benta, e as tortas de musse de chocolate mais chumbinho e língua de gato (R$ 9,00 a fatia), fornecidas pela banqueteira Monica Dajcz. 

Com a inauguração desta filial mais importante, o grupo CRM, que controla a grife desde 1996, relança os docinhos de marzipã em formato de frutas preparados pelo casal Kopenhagen.  

Kopenhagen - Flagship
Kopenhagen: docinhos de marzipã em formato de frutas (Foto: Sophia Braun)

A VEZ DAS FLAGSHIPS

A mesma região, nos Jardins, abriga ainda as lojas-conceito da Bauducco, que vende panetones da marca o ano inteiro, e a da Diletto, onde é possível encontrar não só os ótimos picolés, mas também sorvetes em massa. No ano passado, a Kibon manteve uma loja pop-up (temporária) do sorvete Magnum, onde era possível fazer picolés personalizados. Mais recentemente, o restaurante Tatou, na esquina das ruas Oscar Freire e Haddock Lobo, fechou as portas para abrigar uma flagship da Natura, com previsão de abertura para o primeiro trimestre de 2014. 

O que as Flagships oferecem a mais

+ Natura pagou multa de 5,5 milhões de reais para ficar com o ponto do Tatou

Fonte: VEJA SÃO PAULO