Negócios

Google inaugura câmpus de empreendedorismo em São Paulo

Prédio de seis andares no Paraíso, o primeiro do Google na América Latina, foi totalmente reformado para incorporar o estilo da empresa

Por: Bárbara Öberg - Atualizado em

André Barrence - Google Campus São Paulo
André Barrence, diretor do projeto: 7 100 inscritos (Foto: Ricardo D'Angelo)

O projeto já existe em Londres, Madri, Varsóvia, Tel Aviv e Seul. Na segunda (13), abre as portas por aqui o Campus São Paulo, o primeiro prédio do Google na América Latina dedicado a abrigar empreendedores e profissionais liberais que estão em busca de ampliar networking, otimizar o budget e fazer calls — ou, em bom português, conhecer gente, poupar verba e realizar conferências telefônicas sem pagar nada.

+ 20 sites e eventos de troca de produtos e serviços na capital

Há 150 mesas fixas nas áreas de coworking (escritórios coletivos), gratuitas para startups. Cada iniciativa poderá ter ali até dez pessoas e permanecer seis meses renováveis por igual período. Nos próximos dias, o endereço abrirá inscrições para as pessoas jurídicas. Os interessados passarão por uma seleção da multinacional. A companhia americana e parceiros também indicaram dezesseis microempresas para integrar o negócio.

Google Campus São Paulo
Cabines para ligações:estilo Google foi interpretado pelo escritório de arquitetura SuperLimão (Foto: Ricardo D'Angelo)

Uma das que garantiram vaga é a ProDeaf, que desenvolve uma plataforma digital para traduzir qualquer linguagem de sinais por meio de um avatar em 3D. “Aqui, teremos contato com outras iniciativas, para dividir opiniões e nos ajudarmos”, diz Renato Kimura, um dos sócios. “Para o Google, interessa muito acompanhar de perto o surgimento de novas ideias”, explica o diretor do Campus, André Barrence.

Google Campus São Paulo
Espaço com sinuca e pebolim: descontração e networking (Foto: Ricardo D'Angelo)

Exemplo disso é o aplicativo de trânsito Waze, que passou pela unidade de Tel Aviv quando estava em estágio embrionário. Além disso, outros profissionais podem se tornar membros gratuitamente (pelo site campus.co/sao-paulo/pt/sign-up), frequentar as áreas coletivas e contar com a estrutura do prédio. Ele não decepciona os fãs do estilo Google, com grafites, mobiliário de design moderno e ambientes cenográficos.

+ Programa oferece bolsas para escolas particulares

Nos 2 600 metros quadrados do edifício de seis andares, no número 70 da Rua Coronel Oscar Porto, no Paraíso, há de lounges de convivência, com mesas e poltronas, a espaço de amamentação, além de wi-fi gratuito e um café. Desde janeiro, cerca de 7 100 pessoas já solicitaram a carteirinha do local, cuja lotação máxima é de 550.

Google Campus São Paulo
Sala de reunião com ornamentos que lembram a festa da Nossa Senhora Achiropita: no total são catorze espaços temáticos (Foto: Ricardo D'Angelo)

São limitadas as vagas dos eventos (há dois auditórios, um com 100 e outro com cinquenta cadeiras) e somente as startups residentes podem usar as catorze salas de reunião, equipadas com câmeras e televisores, para conversas à distância. A ornamentação de cada uma delas faz referência a uma festa paulistana, como a de Nossa Senhora Achiropita. A ideia é que o projeto seja, ao mesmo tempo, o mais paulistano e internacional possível.

Confira mais fotos do local:

  • Voltar ao início

    Compartilhe essa matéria:

  • Todas as imagens da galeria:

Fonte: VEJA SÃO PAULO